Johnnie To abdica da violência em "Life Without Principle"

Diretor fala de crise econômica quase sem usar tiros e sangue, suas marcas registradas

Mariane Morisawa, enviada especial a Veneza |

“Life Without Principle” (vida sem princípio, na tradução literal), de Johnnie To, é mais um filme urgente da competição deste Festival de Veneza 2011 . Exibido na noite desta quinta-feira (8) para jornalistas, o longa toca na crise econômica mundial e no colapso da Grécia que afetou o globo inteiro, inclusive Hong Kong, onde a ação se passa.

Claro que To, adorado por cineastas como Quentin Tarantino, não fugiu muito do seu habitat. Contada em flashback, a história parte da retirada de 10 milhões do banco pelo milionário Chung Yuen, algo que vai afetar a vida da bancária Teresa (Denise Ho), do golpista Panther (Lay Ching Wau) e do detetive Cheung Jin Fong (Richie Jen).

Siga o iG Cultura no Twitter

A história é bem amarrada, mas, incrivelmente, quase não tem tiros e violência, marcas registradas do diretor, apesar de começar com uma poça de sangue. O filme foi bem recebido pela plateia, mas sem muito entusiasmo.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG