George Clooney está pronto para o tapete vermelho de Veneza

Diretor e ator já está na cidade para exibir "Tudo pelo Poder" na sessão de abertura; organização dá últimos retoques no evento

iG São Paulo com agências |

AFP
George Clooney veleja na véspera do festival
O tapete vermelho do Festival de Veneza 2011 será estendido nesta quarta-feira (31) para receber George Clooney, que retorna como diretor ao evento com "Tudo pelo Poder" ("The Ides of March"), atração da abertura. O thriller político tem Clooney no papel de um candidato democrata à presidência dos Estados Unidos e levará à cidade italiana grande parte de seu elenco estrelado: Philip Seymour Hoffman, Paul Giamatti, Marisa Tomei e Evan Rachel Wood. Só faltará Ryan Gosling, o protagonista, ocupado em outra filmagem.

Siga o iG Cultura no Twitter

Funcionários estão dando os últimos toques na sede do festival, o mais antigo do mundo, que se estende até 10 de setembro. Nos próximos 11 dias, a ilha do Lido recebe a nata da produção mundial, bem como milhares de jornalistas e paparazzi que seguem cada movimento das celebridades.

A 68ª edição do evento conseguiu reunir uma série de filmes aguardados, muitos deles com a esperança de que o lançamento de gala os coloque rumo à temporada de prêmios no início de 2012.

Para o diretor de Veneza, Marco Mueller, a programação deste ano sugere que Veneza ainda pode competir com o Festival de Toronto, no Canadá, realizado na mesma época e uma alternativa mais barata para estúdios de Hollywood.

"É uma programação que mostra quanto apoio temos de artistas, produtores... e prova que Veneza realmente se posiciona como uma grande plataforma para criar um tipo especial de visibilidade", disse Mueller à Reuters.

Entre os astros esperados em Veneza estão Colin Firth, Keira Knightley, Matthew McConaughey, Kate Winslet, Matt Damon, Jude Law, Gwyneth Paltrow e a popstar Madonna.

Reuters
Funcionária limpa os arredores do Palazzo Del Cinema, sede do Festival de Veneza
A relação de filmes nas mostras competitiva , paralelas e exibições especiais ofusca o evento de 2010, produzido a baixo custo. Veneza este ano tenta repetir o sucesso de 2008, quando lançou "Guerra ao Terror", que depois arrebatou seis Oscars, incluindo o de melhor filme.

Entre os títulos mais aguardados estão "O Espião que Sabia Demais", adaptação de um livro de espionagem de John Le Carré, com Colin Firth, que ganhou recentemente o Oscar de melhor ator, Gary Oldman e John Hurt. Há ainda na mostra competitiva "Wuthering Heights", do britânico Andrea Arnold – versão de "O Morro dos Ventos Uivantes" –, "Texas Killing Fields", do diretor norte-americano Ami Canaan Mann, e "Killer Joe", de William Friedkin, sem contar "Carnage", novo filme de Roman Polanski.

Fora da competição, Madonna exibe seu segundo filme como diretora, "W.E.", drama baseado no romance entre a divorciada Wallis Simpson com o rei britânico Edward 8º, que abdicou do trono em 1936 para casar-se com ela. Também estão confirmados os novos filmes dirigidos por James Franco e Al Pacino.

null

* com Reuters e EFE

    Leia tudo sobre: festival de venezageorge clooney

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG