Festival de Veneza aposta em cineastas jovens

Sem celebridades e concorrendo com Toronto, organização mira lado "artístico"

iG São Paulo com Reuters |

Divulgação
Natalie Portman em Black Swan, de Darren Aronofsky: média de idade dos diretores, de 47 anos, é baixa
O Festival de Cinema de Veneza busca compensar a falta de grandes estrelas este ano com uma lista de diretores jovens e a aparição de algumas das mais enigmáticas figuras de Hollywood. Com Quentin Tarantino como o presidente do júri que entrega o cobiçado Leão de Ouro parece que, mais do que a realeza do cinema, são os rebeldes e dissidentes os que estão destinados a levar os prêmios no festival que ocorre entre 1 e 11 de setembro.

"De certa forma, Veneza poderia ficar de pé e dizer 'convidamos alguns dos norte-americanos mais ousados, como Vincent Gallo e Monte Hellman, por exemplo'", disse Jay Weissberg, crítico de cinema para a Variety da Itália. "Faz parecer que estão olhando o lado meramente artístico do cinema", acrescentou.

Trata-se de uma aposta calculada num momento em que Veneza, o festival de cinema mais antigo do mundo e um dos mais prestigiados, enfrenta a competição de Toronto, que coincide parcialmente com o encontro na Itália e apresenta muitos dos mesmos filmes.

Toronto, com sua localização norte-americana, custos relativamente baixos e a presença de numerosos executivos da indústria na busca de acordos, converteu-se em uma alternativa tentadora para estúdios que buscam exibir seus filmes num momento em que os prêmios cinematográficos não-oficiais avançam consideravelmente.

No entanto, segundo o diretor do festival italiano, Marco Mueller. os eventos podem coexistir. "Estou bastante convencido de que Veneza ainda é forte", disse ele, acrescentando que "a visibilidade, o impacto de um filme é criado aqui, e o potencial de mercado do filme é então completamente avaliado só em Toronto".

Entre as estrelas esperadas em Veneza este ano estão Natalie Portman, Helen Mirren, Ben Affleck, Catherine Deneuve e Tarantino. E, segundo a Hollywood Reporter, "ainda está longe dos elencos recheados de celebridades dos anos passados".

Pelo menos a juventude está do lado de Veneza, com uma média relativamente baixa de 47 anos entre as idades dos realizadores na competição. Entre eles está Darren Aronofsky, de 41 anos, ganhador do Leão de Ouro em 2008 com O Lutador , que este ano apresenta Black Swan , um drama psicológico cujo tema central é o balé e é protagonizado por Natalie Portman. Na competição está também Sofia Coppola , de 39 anos e ganhadora de um Oscar ( Encontros e Desencontros ), com Somewhere .

No outro extremo da faixa etária aparece Monte Hellman, de 78 anos, que compete com o drama criminal de baixo orçamento Road to Nowhere , e o cineasta polonês Jerzy Skolimowski, de 72 anos, com o longa Essential Killing .

Presidente do júri, Tarantino disse que sua rotina até a entrega do cobiçado Leão de Ouro, no dia 11, será mais de trabalho do que de diversão. "Há muitos filmes realmente excitantes, diretores excitantes. É uma seleção fantástica", disse ele ao chegar a Veneza. "Já estive em alguns júris e adoro. É uma alegria para mim. Mas é trabalho. Não estamos aqui de férias."

Machete , de Robert Rodrigues, que participa fora da competição, também recebeu destaque. No elenco do filme de ação rodado na fronteira mexicano-estadounidense estão Jessica Alba, Don Johnson, Lindsay Lohan e Robert De Niro. "Com o México, a imigração e a guerra às drogas ocupando as primeiras páginas na imprensa nos Estados Unidos, Machete provavelmente deve chamar a atenção", disse Sheri Jennings, da Screen International.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG