"Faust", de Aleksander Sokurov, leva o Leão de Ouro em Veneza

Filme do diretor russo sai com o principal troféu e o italiano "Terraferma", de Emanuele Crialese, com o Grande Prêmio do Júri

Mariane Morisawa, enviada especial a Veneza |

O filme “Faust” , do russo Aleksander Sokurov ("Arca Russa", "O Sol"), foi o ganhador do Leão de Ouro no Festival de Veneza 2011 . A história é uma livre adaptação de "Fausto", romance de Goethe em que o personagem principal vende sua alma do diabo. “Terraferma” , dirigido por Emanuele Crialese, levou o Prêmio Especial do Júri.

Análise: Premiação de Veneza em 2011 tem surpresas, mas não chega a ser injusta

"Estou muito emocionado. Para chegar a algo assim tive que percorrer um caminho muito longo. Minha alegria é enorme, verdadeiramente enorme", afirmou Sokurov no palco do Palazzo Del Cinema, onde foi realizada a cerimônia de premiação. O cineasta também não deixou de mencionar as organizações que contribuíram para financiar sua obra, já que, segundo ele, "fazer um cinema de profundidade, de autor, é cada vez mais difícil".

Cao Shangjun saiu com o Leão de Prata de direção pelo filme “People Mountain People Sea” . Ao receber o prêmio, o cineasta, que saiu da China sem autorização da censura, quis "agradecer à vida, porque é ela que nos ensina e é dela que aprendemos tudo".

Siga o iG Cultura no Twitter

A Coppa Volpi de melhor ator foi para o irlandês Michael Fassbender ( "X-Men: Primeira Classe" ), pelo seu trabalho em “Shame” , de Steve McQueen.

"Muito obrigado, é maravilhoso. Quando se corre riscos e se vê que há resposta, é algo relevante. Obrigado a Steve McQueen, que é meu herói", disse Fassbender ao subir ao palco para receber seu prêmio. "É um privilégio estar aqui, neste festival de grande história, em companhia de grandes atores e atrizes. Quero dizer que Gary Oldman [que protagoniza 'O Espião que Sabia Demais' ] foi meu herói desde que eu tinha 14 anos. Estou muito honrado e privilegiado."

A Coppa Volpi de melhor atriz ficou com Deanie Ip, por “Tao Jie” , dirigido por Ann Hui. Já o ator Shota Sometani e a atriz Fumi Nikaidou, do filme “Himizu” , de Sono Sion, receberam o troféu Marcello Mastroianni para melhor ator ou atriz jovem.

O Osella de melhor contribuição técnica foi para a fotografia de Robbie Ryan, por “O Morro dos Ventos Uivantes” , de Andrea Arnold.

O roteiro escrito por Yorgos Lanthimos para o longa “Alpis” , dirigido pelo próprio, foi agraciado com o prêmio do festival.

O “Leão do Futuro”, que reconhece a melhor estreia em longa-metragem, para o diretor italiano Guido Lombardi, que exibiu seu primeiro filme, "Là-bas", na Semana Internacional da Crítica.

Análise: Premiação de Veneza em 2011 tem surpresas, mas não chega a ser injusta

* com informações da EFE

    Leia tudo sobre: festival de venezafaustleão de ourocinematerraferma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG