Em Veneza, 'Tao Jie' mistura atores de verdade com amadores

Filme de Hong Kong baseia-se na história real da empregada Ah Tao, mas não empolga

Mariane Morisawa, enviada especial a Veneza |

Segundo filme asiático em competição no Festival de Veneza 2011 , “Tao Jie” (“A Simple Life”, uma vida simples, na tradução do inglês), dirigido por Ann Hui, de Hong Kong, é realmente um filme tão simples quanto a vida que apresenta.

Ah Tao foi empregada da família Leung durante 60 anos. Nos últimos tempos, cuida do solteirão Roger, até sofrer um pequeno acidente vascular cerebral e decidir se aposentar.

Por sua escolha, vai morar num asilo, onde conhece uma nova e excêntrica família de pacientes e cuidadores, mas continua recebendo a visita de Roger, que percebe o quanto Ah Tao é importante para ele.

Siga o iG Cultura no Twitter

O filme, baseado numa história verdadeira, busca no documentário suas raízes e mistura atores de verdade com não-profissionais.

Não passa vergonha como “Saideke Balai” , representante de Taiwan, mas faltam-lhe muitos elementos para ser mais que uma simples historinha.

    Leia tudo sobre: Festival de Venezacinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG