David Cronenberg filma amizade e rivalidade de Sigmund Freud e Carl Jung

Primeira candidata séria ao Leão de Ouro, história é econômica e com atuações brilhantes

Mariane Morisawa, enviada especial a Veneza | 02/09/2011 09:28

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Em seu terceiro dia, o Festival de Veneza 2011 finalmente tem um candidato sério ao Leão de Ouro. “A Dangerous Method”, de David Cronenberg, quinto filme em competição, exibido na manhã desta sexta-feira (2) para jornalistas, foi recebido comedidamente – a produção é muito menos fácil de se engajar do que “Carnage”, de Roman Polanski, que leva a plateia junto o tempo todo, por conta do texto. Mas é, de longe, o melhor longa até agora.

Foto: Divulgação

Michael Fassbender e Viggo Mortensen, respectivamente Jung e Freud em "A Dangerous Method"

“A Dangerous Method” mostra a relação de Carl Jung (Michael Fassbender) com uma de suas pacientes, Sabina Spielrein (Keira Knightley), e também sua amizade conflituosa com seu mestre, Sigmund Freud (Viggo Mortensen). Outro paciente e psicanalista, Otto Ross (Vincent Cassel), abala as convicções de Jung.

Foto: AFP Ampliar

Viggo Mortensen segura boneco de Freud com uniforme de time argentino

Siga o iG Cultura no Twitter

Cronenberg usa a economia em “A Dangerous Method”. Cheios de nuanças, os personagens são revelados aos poucos. A história avança no tempo, focando nos pontos importantes. E todos os atores, à exceção de Keira Knightley, um pouco acima do tom na maior parte do tempo, interpretam seus papéis com discrição, mas de forma brilhante.

Na coletiva que aconteceu no início da tarde, o elenco disse que não houve tanta necessidade de pesquisa. “Christopher [Hampton] escreveu um roteiro tão denso, que quis me concentrar nele. Achei que era uma peça musical, que só com muitas repetições conseguiria apreendê-lo”, disse Fassbender. Em tom de brincadeira, acrescentou: “Li também ‘Jung para Crianças’, lá havia tudo o que eu precisava saber sobre Jung”.

Mortensen, que levou para a coletiva um boneco de Sigmund Freud vestido com o uniforme do argentino San Lorenzo, seu time de coração, disse que não ficou pensando muito na responsabilidade de interpretar Sigmund Freud. “Se você fizer isso, só atrapalha, e a experiência fica menos divertida”, disse. “E David sabia muito sobre o assunto. Muitos diretores sentiriam o peso de fazer um filme sobre essas pessoas. Ele focou nas relações, emoções, diferenças, humor. Não é um exercício acadêmico, é um drama interessante, às vezes engraçado, às vezes trágico.”

Já Keira Knightley contou que foi divertido interpretar uma mulher mentalmente perturbada. “Sou uma atriz, então obviamente louca. Foi ótimo”, disse, entre risos.

Indagado se mudou de estilo ao longo do tempo, Cronenberg negou. “O que está diferente é que não filmo tanto, edito mais rápido. Mas dou ao filme o que ele quer. Nunca pensei em colocar uma marca, você precisa ser honesto com o projeto.”

<span>Keira Knightley no Festival Veneza, durante coletiva de &quot;A Dangerous Method&quot;</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <span>O diretor David Cronenberg</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <span>David Cronenberg e o elenco de "A Dangerous Method"</span> - <strong>Foto: Getty Images</strong> <span>Michael Fassbender, famoso como Magneto de  "X-Men: Primeira Classe", e Vincent Cassel em Veneza</span> - <strong>Foto: AFP</strong> <span>Keira Knightley interpreta a amante de Carl Kung em &quot;A Dangerous Method&quot;</span> - <strong>Foto: Getty Images</strong>

O diretor também contou que gosta de fazer filmes de época. “É um desafio, porque os cérebros funcionavam diferente no passado. Fazer direito um filme sobre Alexandre, o Grande seria muito difícil, porque aquelas pessoas são como alienígenas para nós.”

Em tom de brincadeira, Cronenberg acrescentou que o elenco inteiro fez psicanálise. “Introduzi a ideia de que eles precisavam de ajuda. Todos eram péssimos, agora estão muito diferentes. Michael, por exemplo, nunca sorria”, disse o diretor sobre o ator que passou a coletiva inteira sorrindo.

Texto:
enviar por e-mail
* campos são obrigatórios
corrigir
* campos obrigatórios

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG


Ver de novo