Ator de "Paradies: Glaube" choca plateia com afirmações machistas

"Nunca vou aceitar que uma mulher tenha mais poder do que eu", afirma egípcio Nabil Saleh

Mariane Morisawa - enviada especial a Veneza |

Na coletiva de imprensa de “Paradies: Glaube” , de Ulrich Seidl, na manhã desta sexta-feira (31) no Festival de Veneza 2012 , o massagista Nabil Saleh, que faz seu primeiro papel no cinema, quebrou o clima de correção política que normalmente domina essas entrevistas.

Acesse o especial do Festival de Veneza

O intérprete do marido egípcio e muçulmano da beata austríaca Annamaria (Maria Hofstätter) disse que o casamento dos dois personagens entrou em crise porque “a mulher não quis cuidar do marido”.

Mais tarde, acrescentou: “Eu viajei muito ao redor do mundo, e os homens sempre querem estar no poder. Depois da Segunda Guerra, as mulheres tiveram de trabalhar e muitas aqui na Europa têm mais poder do que os homens. Eu, como homem, nunca vou aceitar que uma mulher tenha mais poder do que eu”.

Leia também:  Austríaco "Paradies: Glaube" tenta chocar com masturbação com crucifixo

Seidl riu, Maria protestou, afirmando que não concordava. Percebendo o desconforto, a moderadora resolveu mudar de assunto.

    Leia tudo sobre: festival de venezaparadies

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG