TSE confirma envio de tropas federais a Dourados

Reforço de militares visa garantir a realização pacífica do pleito na cidade, sacudida por escândalos políticos

Alessandra Messias, iG Campo Grande |

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) determinou o envio da Força Federal para Dourados (MS) para reforçar a segurança dos eleitores durante o pleito, no próximo domingo (3).

Em nota, a assessoria do TSE explica que o envio da Força Federal foi autorizado “para garantir a ordem pública durante as eleições do próximo domingo, o município de Dourados, em Mato Grosso do Sul, contando para tal com reforço no policiamento”.

O pedido foi feito pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), Luis Carlos Santini, que deferiu requisição solicitando a segurança das eleições na cidade.

A solicitação foi realizada após os escândalos envolvendo a prisão de políticos e a revolta da sociedade.

O primeiro pedido partiu do juízo da 43ª Zona Eleitoral de Dourados, baseada no artigo 30, inciso XII, do Código Eleitoral, onde a lei diz que é papel exclusivo do TRE “requisitar a força necessária ao cumprimento de suas decisões e solicitar ao Tribunal Superior a requisição de força federal”.

Dourados também contou com reforço do Exército na última eleição realizada em 2008.

Este ano, dados do TRE mostram que a cidade vai gastar R$ 433.580,16 nas eleições. São 156 mil eleitores, divididos entre a 18ª e 43ª zonas eleitorais.

Cada sessão exige a presença de, pelo menos, 100 militares.

O chefe de cartório da 18ª Zona Eleitoral, Conrado Rezende explica que houve um aumento de 3,5% no número de eleitores douradenses desde 2008. “São pessoas que mudam para a cidade, novos alistamentos e jovens que entram na idade de 16 anos para votar”, complementa.

A decisão sobre o pedido de força federal consta no processo administrativo 4441-36.2010.6.0000 da 43ª Zona Eleitoral.

    Leia tudo sobre: Eleições MSEleições Dourados

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG