Três feridos em massacre de Realengo continuam internados

Um deles foi submetido a uma cirurgia hoje para a retirada de uma bala alojada na face

iG Rio de Janeiro |

Agência Estado
Alunos da Escola Municipal Tasso da Silveira se emocionam na volta às aulas
Três estudantes que foram feridos no massacre na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, no último dia 7, permanecem internados, segundo boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil. O ataque deixou 12 crianças mortas. O atirador Wellington Menezes de Oliveira se matou com um tiro na cabeça após ter sido baleado por um PM.

Um dos alunos hospitalizados foi submetido nesta terça-feira (19) a uma cirurgia de bucomaxilo no Hospital Albert Schweitzer, para a retirada de uma bala alojada na face. Seu quadro de saúde é estável.

No Hospital de Saracuruna, na Baixada Fluminense, um estudante de 13 anos tem quadro estável e permanece no setor pós-operatório da neurocirurgia. Uma menina da mesma idade está no CTI pediátrico, em estado estável mas que inspira cuidados.

Escola reabriu ontem

Ontem, 11 dias após o massacre, a Escola Tasso da Silveira foi reaberta aos alunos . Cerca de 80 estudantes - dos 140 que compõem o nono ano - compareceram e fizeram desenhos variados no muro do pátio e na parede do refeitório da instituição de ensino.

    Leia tudo sobre: massacrerealengosobreviventes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG