TRE-MT ouve Silval, Maggi e Daltro

Governador reeleito, senador e vice eleitos prestam depoimento sobre uso de recursos públicos na campanha

Marcello Sigwalt iG Brasília |

O governador reeleito Silval Barbosa (PMDB), o senador eleito e ex-governador Blairo Maggi (PR) e o vice-governador eleito Francisco Daltro (PP) prestam depoimento hoje, às 14h em Cuiabá, (15h no horário de Brasília) no TRE-MT sobre a denúncia de uso de recursos públicos durante a campanha eleitoral.

Os depoentes – acusados pela coligação “Mato Grosso Melhor Pra Você” de fazer propaganda eleitoral por meio de material impresso financiado pelo contribuinte – serão ouvidos pelo juiz auxiliar da propaganda eleitoral, Lídio Modesto Filho.

Na representação que moveu contra os acusados, a coligação aponta que o governo do Estado teria pago pela publicação da revista “Documento especial 2003-2010”.

Além de contar com publicidade institucional, a revista trazia suposto conteúdo eleitoral, por conter textos que destacavam as qualidades pessoais dos governadores (e candidatos ao pleito deste ano) que atuaram no período informado pelo documento.

Para agravar a situação dos acusados, a coligação acrescenta, na representação, que o material estaria sendo distribuído para empresas e órgãos públicos. 

Na oportunidade, Silval Barbosa argumentou que o material institucional teria sido elaborado antes da vigência da proibição pela legislação eleitoral. A defesa do governador alegou, ainda, que a tiragem da revista não teria sido expressiva, mas admitiu que sua distribuição se limitaria aos órgãos públicos estaduais.

Como testemunhas de defesa, os acusados arrolaram Onofre Ribeiro, atual Secretário de Comunicação Social; Elpidio Spiezzi Junior, secretário adjunto de Comunicação; e o empresário e jornalista João Pedro Marques.

O Ministério Público Eleitoral (MPE), por sua vez, destacou a necessidade de aferir com exatidão a data de publicação da revista, mas antecipou seu voto pelo indeferimento, caso a iniciativa tenha sido tomada antes da lei eleitoral pertinente, isto é, julho de 2010.


Com informações do site do TRE-MT

    Leia tudo sobre: Política MTPolítica SilvalPolítica Maggi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG