TJMT afasta juiz acusado de pedofilia

Desembargador José Silvério Gomes determinou o afastamento do juiz Fernando Márcio Marques

Kelly Martins, iG Cuiabá |

O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), desembargador José Silvério Gomes, afastou hoje o juiz Fernando Márcio Marques de Sales da Vara de Infância e Juventude de Paranatinga por suspeita de abusar sexualmente de adolescentes.

O desembargador afirma que a decisão foi tomada diante das graves denúncias que pesam contra Marques e pelas suspeitas de que o crime ocorria na Comarca do município.

Fernando Márcio é acusado de pedofilia e de oferecer dinheiro em troca de relações sexuais com adolescentes da periferia de Paranatinga.

A denúncia foi encaminhada para a Corregedoria-Geral da Justiça, que deverá abrir procedimento para apuração do caso.

Depoimentos de adolescentes ao Ministério Público Estadual revelaram que juiz oferecia dinheiro e objetos, como computadores, em troca de relações sexuais.

Uma das vítimas ouvidas contou que conheceu o juiz quando tinha 15 anos.

Ela e outra amiga de 12 anos teriam sido foi abordadas pelo magistrado, que ofereceu carona e as levou para a casa dele.

As adolescentes relataram que foram acariciadas nas nádegas e nos seios.

Elas contaram ainda que o juiz tentou manter relação sexual com uma delas ao descobrir que era virgem.

Porém, garantem que nada aconteceu e que o acusado teria pago R$ 100 para cada uma delas.

Outros menores, porém, acusam o juiz de manter relações sexuais.

    Leia tudo sobre: Eleições MTEleições Pedofilia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG