TJMS mantém juiz na Prefeitura de Dourados (MS)

Magistrado deve continuar no comando da segunda cidade do Estado até o pleito de outubro

Alessandra Messias, iG Campo Grande |

Somente na semana que vem é que o Órgão Especial do Tribunal de Justiça deverá se pronunciar sobre a permanência do juiz Eduardo Machado Rocha como prefeito interino de Dourados.

O adiamento se deve a um pedido de vistas do desembargador Osvaldo Rodrigues de Melo, que pediu mais tempo para analisar o recurso do Ministério Público Estadual (MPE), em que pede que Machado Rocha seja mantido provisoriamente como prefeito.

O MPE também se manifestou contrário à posse, como prefeita, da presidente da Câmara de Vereadores de Dourados, Délia Razuk (PMDB). Como justificativa, os procuradores alegaram que o clima político na cidade é instável.

Délia foi eleita presidente da Câmara após a prisão do prefeito Arti Artuzi (sem partido), do vice-prefeito, Carlinhos Cantor, e presidente da Casa, Sidlei Alves, envolvidos num esquema de propina na prefeitura de Dourados, segundo maior colégio eleitoral de MS.

Depois que a Justiça afastou Ari Artuzi da prefeitura, a presidente da Câmara de Vereadores, Délia Razuk (PMDB), recebeu autorização do TJMS para tomar posse como prefeita.

Porém, a Procuradoria de Justiça do MPE suspendeu a posse porque o vice-prefeito Carlinhos Cantor não havia sido afastado do cargo e, se for liberto das grades, podia tomar posse. O MPE pediu o afastamento dele, mas o recurso ainda não foi julgado.

    Leia tudo sobre: Eleições MSEleições Dourados

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG