posse do presidente eleito Sebastián Piñera, e provocaram danos significativos na área de Rancagua, ao sul de Santiago do Chile, disse o novo presidente. Não há informações sobre feridos ou mortos." / posse do presidente eleito Sebastián Piñera, e provocaram danos significativos na área de Rancagua, ao sul de Santiago do Chile, disse o novo presidente. Não há informações sobre feridos ou mortos." /

Terremotos sacodem centro do Chile minutos antes de posse de Piñera

Fortes tremores voltaram a sacudir o Chile nesta quinta-feira, minutos antes da http://ultimosegundo.ig.com.br/terremoto-no-chile/2010/03/11/sebastian+pinera+toma+posse+como+novo+presidente+do+chile+9424543.html target=_topposse do presidente eleito Sebastián Piñera, e provocaram danos significativos na área de Rancagua, ao sul de Santiago do Chile, disse o novo presidente. Não há informações sobre feridos ou mortos.

iG São Paulo |


Segundo o Serviço Geológico dos EUA (USGS, na sigla em inglês), o primeiro tremor, que alcançou 6,9 graus na escala Ritcher, aconteceu às 11h39. Um segundo tremor, de força similar, aconteceu 17 minutos depois e teve magnitude de 6,7 graus. Depois de 11 minutos, outro tremor, de 6 graus, atingiu o país.

Os tremores foram sentidos com força na capital Santiago e na região do porto de Valparaíso. Minutos após o terremoto, a Marinha do Chile emitiu um alerta de tsunami para a área costeira do país. Por volta das 16h, o alerta foi retirado para todo o litoral e está vigente apenas na Ilha de Páscoa, no Pacífico Sul.

Em sua primeira declaração oficial depois de ter assumido como presidente do Chile, Piñera pediu que a população não se desesperasse com os tremores, mas respeitassem o alerta de tsunami.

Segundo o jornal local "La Tercera", o tremor assustou convidados  e políticos que estavam no Salão de Honra do Congresso Nacional, onde aconteceu a posse de Piñera. Após a cerimônia, autoridades chilenas ordenaram o esvaziamento do Congresso, que fica em Valparaíso.


Piñera acena após receber a faixa presidencial de Michelle Bachelet / AFP

O alerta do Serviço Hidrográfico e Oceanográfico (SHOA) da Marinha chilena recomenda à população das localidades litorâneas seguir para lugares altos entre as regiões de Valparaíso e Los Lagos, mil quilômetros ao sul de Santiago. A polícia informou que, até o momento, não há registros de vítimas.

Os tremores desta quinta-feira são réplicas do terremoto de 27 de fevereiro , que registrou 8,8 graus de magnitude e matou mais de 400 pessoas no país.

Leia também:

Leia mais sobre Chile

    Leia tudo sobre: terremoto no chile

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG