Saqueadores de lojas da cidade de Concepción, no sul do Chile, devolviam neste domingo objetos roubados de casas e lojas há uma semana, constatou a AFP.

Em um grande galpão começaram a ser deixados lavadoras automáticas, televisores, fornos, refrigeradores, colchões, cadeiras, mesas e sofás, depois que a Polícia ameaçou prender as pessoas que tivessem participado dos saques.

"Já não há saques. Foram um ou dois dias fortes. Com o apoio das Forças Armadas, criamos uma força capaz de impedir e combater as pilhagens, que não ocorrem mais. Tudo voltou ao normal", disse à AFP o delegado Rolando Molina.

rpl-dm/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.