Festival arrecada mais de US$ 50 milhões ao Chile

Santiago do Chile, 6 mar (EFE) - A presidente do Chile, Michelle Bachelet, e o presidente eleito, Sebastián Piñera, se abraçaram na noite de sábado durante o festival Chile ajuda Chile, organizado para arrecadar verbas de ajuda aos afetados pelo terremoto de 27 de fevereiro.

EFE |

AFP
Bachelet
Bachelet Bachelet durante festival "Chile ajuda Chile"

Bachelet e Piñera, adversários políticos nas eleições de 2006, se abraçaram emocionados quando o popular apresentador de televisão Mario Kreutzberger anunciou que o evento já havia arrecadado mais de 30 bilhões de pesos (cerca de US$ 56 milhões).

A notícia despertou gritos de surpresa e alegria entre o público do Teatro Teletón, na capital chilena, onde foi realizado o evento.

O festival solidário encerrou com a atuação do cantor argentino Diego Torres, que interpretou "Color esperanza", música cuja letra exalta os valores humanos e o otimismo no futuro.

De maneira espontânea, a atual presidente chilena e o futuro líder do país subiram ao palco acompanhados por familiares e amigos para fazer coro improvisado.

Pouco antes, Bachelet, visivelmente emocionada, tinha pronunciado um breve discurso de otimismo a seus compatriotas.

Piñera, por sua vez, prometeu aos chilenos "a reconstrução de um país melhor". "Vamos ter de enfrentar algo muito difícil, que é reerguer o Chile", disse o presidente eleito.

O balanço oficial da tragédia até agora fala em 452 corpos identificados. Além disso, há 2 milhões de desabrigados e 500 mil imóveis destruídos. 

Leia também:

Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: terremoto no chile

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG