Aeroporto de Santiago retomará todos os voos em até três semanas

O aeroporto internacional de Santiago, parcialmente paralisado após o forte terremoto do fim de semana, levará de duas a três semanas para retomar 100% de suas operações, disseram autoridades nesta quinta-feira.

Reuters |

Reuters
Cartaz improvisado mostra voos no aeroporto de Santiago

Cartaz improvisado mostra voos no aeroporto de Santiago

A Direção Geral da Aeronáutica Civil (DGAC) informou que o aeroporto da capital chilena funciona com 65% de sua capacidade, cinco dias depois do terremoto.

"Segundo a previsão que nos deu o gerente-geral (do aeroporto), em duas a três semanas deveremos estar em 100% da capacidade", disse o secretário-geral da DGAC, Pablo Ortega.

Centenas de turistas estrangeiros estão no Chile desde o forte terremoto de magnitude 8,8 que devastou o centro-sul do país no sábado.

O tremor, um dos piores da história, derrubou uma parte do teto do terminal de Santiago, mas Ortega disse que não há "danos estruturais".

Autoridades montaram salas de embarque improvisadas em tendas junto à pista. Um terminal utilizado normalmente para voos domésticos foi habilitado para saídas e chegadas internacionais.

Ortega afirmou ainda que todas as companhias aéreas que operam no terminal estão programando a retomada de seus voos.

Leia também:

Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: chileterremototerremoto no chile

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG