Sublime with Rome é, até o momento, pior atração do SWU

Mistura de reggae e ska da banda foi um dos pontos baixos do festival

Augusto Gomes, iG São Paulo |

A presença do Sublime with Rome na escalação do SWU é algo inexplicável. A banda tem esse nome por exigência legal. Originalmente, chamava-se apenas Sublime. Mas seu vocalista original, Bradley Nowell, morreu em 1996, vítima de uma overdose de heroína. O Rome do novo nome do grupo é Rome Ramirez, o substituto de Bradley. O grupo teve que mudar o nome por causa de um processo movido pelos herdeiros do cantor morto.

Mas, mesmo se o Sublime original estivesse no palco, sua presença no festival ainda seria questionável. Nos anos 1990, a mistura de reggae e ska já não tinha muitos atrativos. Quase quinze anos depois, e ainda numa versão capenga, o som do grupo não tem justificativa. Mesmo assim, houve quem gostasse. A explicação talvez seja nostalgia pura e simples: "Santeria" e "What I Got", afinal, tiveram seu momento de sucesso.

    Leia tudo sobre: SWUSublime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG