Phil Anselmo dá o sangue em show do Down no SWU

Cantor deu tantas pancadas com o microfone na própria testa que se machucou

Augusto Gomes, enviado a Paulínia |

O guitarrista do Down, Pepper Keenan, não estava exagerando quando disse, em entrevista ao iG , que o vocalista da banda, Phil Anselmo, estava mais louco do que nunca . Em sua apresentação no SWU , o cantor provou que, mesmo aos 43 anos, continua com a mesma intensidade da época em que integrava o Pantera, nos anos 1990.

Acesse o especial SWU

Divulgação
O vocalista do Down, Phil Anselmo, durante a apresentação da banda no SWU
A primeira música, "Temptation Wings", não estava nem metade e Anselmo já estava com um sangramento na testa, causado pelas batidas que ele mesmo dava com seu microfone na cabeça. O  machucado não impediu que as pancadas continuassem por uma hora, até o final da apresentação.

O repertório foi baseado no primeiro disco do Down, "NOLA", lançado em 1995. Além de "Temptation Wings", o grupo tocou "Lifer" (dedicada a Dimebag Darrell, guitarrista do Pantera, assassinado durante um show em 2004) e "Hail the Leaf" (segundo Anselmo, uma música sobre "fumar muita maconha").

Quando o show estava na metade, Anselmo agarrou uma bandeira do Brasil. Diante dos aplausos, mostrou que tem um lado mais suave: colocou a mão no coração, se ajoelhou e agradeceu. A pausa, no entanto, durou pouco.

Logo depois, o peso voltou com músicas como "Stone the Crow" e "Bury Me In Smoke" (esta com participação de Duff McKagan, que havia tocado no mesmo palco pouco antes).

Foi, até o momento, o show mais pesado - e alto - de todo o SWU. Diante do Down, todo o rock tocado até agora no festival parece brincadeira de criança.

    Leia tudo sobre: SWUDownPhil Anselmo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG