Otto esquenta público e faz pouco caso do frio da Fazenda Maeda

Em show memorável, cantor pernambucano lotou a tenda Oi Novo Som

Augusto Gomes, iG São Paulo |

Intensidade é pouco para definir a apresentação que o cantor pernambucano Otto fez neste sábado na tenda Oi Novo Som do festival SWU. Na terceira música, ele já estava completamente molhado de suor, mesmo com a temperatura na Fazenda Maeda beirando os dez graus. Algumas canções depois, ele já estava tirando a camisa. "Eu não estou com frio não. Vocês estão?", brincou.

A base do repertório do show foi o álbum "Certa Manhã Acordei de Sonhos Intranquilos", lançado no ano passado. Ele nega, mas a inspiração de boa parte das músicas foi o fim de seu casamento com Alessandra Negrini. São músicas doloridas, como "Crua" e "Seis Minutos", mas que no palco ganham uma energia quase catártica. Junto com essas novas músicas, veio uma boa seleção de composições mais antigas do cantor.

Sua banda deu um show à parte. Mas vale destacar dois nomes: o baterista Pupilo, da Nação Zumbi, e o guitarrista Catatau, do Cidadão Instigado. O segundo, inclusive, foi elogiado pelo próprio Otto em vários momentos do show. Seu trabalho foi espetacular durante todo o show - mas na última música, "Seis Minutos", ele conseguiu se superar. Memorável.

    Leia tudo sobre: SWUOtto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG