Marina Silva: 'Querem que os jovens sejam pragmáticos. Isso seria o fim da civilização'

'Chegamos à era dos paradoxos', afirma a ex-senadora no Fórum de Sustentabilidade do SWU

Thiago Ney, enviado a Paulínia |

"Neste século 21, o homem tem de integrar economia e ecologia", disse Marina Silva no inícia de sua fala. "Chegamos à era dos paradoxos. É nesse contexto que temos de nos situar."

A ex-candidata à Presidência da República foi a principal convidada da mesa que discutiu Desenvolvimento Sustentável e Viabilidades, neste domingo, dentro do Fórum que acontece no festival SWU .

Jorge Rosenberg/iG
Marina Silva no Fórum de Sustentabilidade do SWU
Uma das vozes verdes mais conhecidas do país, Marina Silva estava em território que domina - e foi aplaudidíssima.

Enquanto os outros convidados da mesa utilizaram ideias abstratas ("Precisamos de um novo meio de pensar e de agir"), Marina apoiou sua fala no ataque ao desmatamento e ao consumismo.

Leia também: Neil Young dá palestra, faz alongamento e canta 'Parabéns a Você' para a Terra

Para a ex-senadora, estamos em um momento de crise em pelo menos cinco setores: "Há uma crise social, ambiental, política, econômica e de valores".

"Social porque hoje há 2 bilhões de pessoas que vivem com menos de US$ 2 por dia. No Brasil, são 16 milhões. Econômica porque em 2008 tivemos o colapso do sistema financeiro. E permanece de forma persistente."

E continuou: "Ambiental porque as pessoas não têm [com a ecologia] o mesmo sentido de urgência que têm em relação à crise econômica".

Comparou o aquecimento global a um "armageddon ambiental". "A capacidade de suporte do planeta está comprometida em 30%. Até 2050, precisamos reduzir em 80% a emissão de gás carbônico."

Fez referências a recentes movimentos sociais e políticos, como a Primavera Árabe e os "indignados" espanhóis: "Há um deslocamento da população, especialmente dos jovens, em relação às representações políticas". Ainda; "Estão querendo que os jovens sejam pragmáticos. Isso seria o fim da civilização."

Leia também: Saiba como foi o primeiro dia do SWU

Para Marina, a sociedade não está conseguindo "atacar o dragão do consumismo". "Não somos capazes de parar de consumir."

    Leia tudo sobre: SWUMarina Silva

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG