Dave Matthews Band toca no Rio antes do SWU

Após o lançamento do CD "Live in Rio", gravação de show de 2008, banda faz segunda apresentação solo no Brasil

Marina Morena Costa, iG São Paulo |

Marina Morena Costa, iG São Paulo
Dave Matthews durante show no Rio em 2008
Duas semanas depois de lançar o álbum “Live in Rio” (show realizado em 2008) a Dave Matthews Band volta à capital carioca nesta sexta-feira para uma única apresentação exclusiva, na HSBC Arena, às 22h. A exemplo do que aconteceu há dois anos, a casa promete lotar e vibrar quando os quatro fundadores da banda – Dave Matthews, Carter Beauford, Stefan Lessard e Boyd Tinsley – subirem ao palco na companhia de Tim Reynolds, Rashawn Ross e Jeff Coffin.

Já no domingo (10), a banda toca no festival SWU, que acontece em Itu, no interior de São Paulo. No mesmo dia, acontecerão apresentações de Kings of Leon, Joss Stone e Regina Spektor, entre outros artistas.

Desta vez, a banda apresentará músicas de seu álbum mais recente, “Big Whiskey And The GrooGrux King”, lançado em 2009. O trabalho é considerado pelos músicos como uma retomada às raízes da banda e uma reconciliação após o desgaste de mais de 20 anos de amizade e convivência profissional.

“Big Whiskey” marca também uma grande perda. Durante a pré-produção do álbum, em 19 de agosto de 2008, Leroi Moore, saxofonista e fundador da banda, morreu em decorrência de um acidente com um quadriciclo em sua fazenda.

Foi nesta época, pouco mais de um mês após a morte de Leroi, que a Dave Matthews Band gravou o “Live in Rio”, no dia 30 de setembro de 2008, no Vivo Rio. A banda veio ao Brasil para duas apresentações, uma no festival About Us, em São Paulo, e outra no Rio de Janeiro – o primeiro show exclusivo da banda no País, que até então só havia tocado em festivais.

Assim que eles pisaram no palco, um barulho ensurdecedor veio da plateia, insuportavelmente lotada e incrivelmente fanática. Não era um público comum, e não foi só mais um show. A banda iniciou uma introdução sombria, apenas com instrumentos de corda e percussão. Foram quase quatro minutos praticamente no escuro, sondando o público e aumentando a ansiedade, até os primeiros acordes de “Bartender” soarem forte e as luzes se acenderem. O público respondeu cantando alto, do começo ao fim. Todas as músicas.

Em “Jimi Thing” a plateia deu um show a parte. Entrou antes do vocalista e cantou sozinha a primeira estrofe. Dave Matthews acompanhou, entrando junto com os fãs no refrão e delegando novamente a segunda parte da música.

Marina Morena Costa/iG
Dave Matthews e o baterista da banda, Carter Beauford, no show que virou CD
Outro ponto alto do show de 2008 foi a bela participação de Carlos Malta, maestro, arranjador e multinstrumentista, na música “Say goodbye”. O músico brasileiro solou com um pífano (flauta de bambu), acompanhado na flauta transversal por Jeff Coffin – músico do Béla Fleck & The Flecktones que substitui Leroi na banda.

O fã clube da banda DM Brasil havia organizado uma homenagem para Leroi, com cartazes e bexigas brancas. A ideia era que o público enchesse os balões quando a banda voltasse ao palco para o bis, mas o plano teve de ser modificado. Dave Matthews mencionou a perda do amigo e a plateia não se conteve. O nome do saxofonista ecoou alto na casa e dezenas de bexigas brancas subiram, emocionando a banda. Na sequência, a banda tocou “Stay or Leave”, em uma versão lenta que prioriza a voz de Dave Matthews, densa e carregada de tristeza.

Todos esses momentos de uma noite memorável estão registrados no álbum “Live in Rio”, que respeita o set list do show e ainda inclui algumas conversas em inglês e em português que o vocalista e líder da banda teve com a plateia. Nas fotos que ilustram o CD, há imagens da homenagem a Leroi feita pelos brasileiros.

Apenas duas músicas foram retiradas do CD. O rock um pouco mais pesado “You Might Die Traying” e a balada romântica "#41", um dos maiores sucessos da banda. O motivo deve ter sido o tempo, pois a Dave Matthews Band tocou por mais de três horas. E nem tudo caberia no álbum duplo.

Nesta noite, quando banda e fãs se reencontrarão, outra grande catarse coletiva certamente acontecerá. Sorte de quem estiver lá para presenciar, pois desta vez é pouco provável que tenhamos um "Live in Rio 2" para eternizar a apresentação única da banda.

Dave Matthews Band no Rio de Janeiro
Data: 08 de outubro (sexta-feira), às 22h
HSBC Arena (Avenida Embaixador Abelardo Bueno, 3401, Barra da Tijuca)
Ingressos: R$ 210 a R$ 370

Dave Matthews Band no Festival SWU (itu-SP)
Data: 10 de outubro (domingo), às 21h
Fazenda Maeda (Rodovia Castello Branco, quilômetro 18, Itu)
Ingressos: R$ 105 a R$ 580

    Leia tudo sobre: Dave Matthews BandSWU

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG