Cansei de Ser Sexy mostra fibra em show

Banda consegue agradar o público em apresentação com estranhezas e problemas técnicos

Pedro Alexandre Sanches, repórter especial iG Cultura |

Divulgação
A vocalista Lovefoxxx durante a apresentação do Cansei de Ser Sexy no palco Oi Novo Som
A banda Cansei de Ser Sexy (hoje CSS) nasceu em São Paulo, mas fez fama no mundo. Desde que se internacionalizou, o grupo (que na atual formação conta com quatro meninas e dois rapazes) mantém uma relação algo espinhosa com o país natal, e isso parecia se confirmar no início do show da noite de segunda-feira, no palco Oi Novo Som do SWU. Na plateia, um coro começou a ensaiar um grito de ordem, e a vocalista Lovefoxxx tentou acompanhar: "Brasil! Brasil! Brasil!... Ah, é Bezzi? Desculpa, eu pensei que era Brasil...". Não, os fãs não tinham tido um surto ufanista. Estavam apenas pedindo o gostoso pop-rock Bezzi (2006), do primeiro disco do CSS.

A estranheza mútua foi se rompendo aos poucos. O show demorou a engrenar, os problemas técnicos não se resolveram até o final, não havia repertório novo a mostrar, a plateia estava esvaziada no início do show (o concorrente, no palco principal, era o Queens of the Stone Age). Mas a fibra pop do CSS é espetacular, e o show seguiu num crescendo que, para variar, fez jus à fama da banda - a ponto de a vocalista caracterizar a apresentação como "inesquecível".

A descontração cresceu aos poucos, tanto no palco como na plateia. Lá pelas tantas, Lovefoxxx e Adriano Cintra pediram socorro ao público: não aguentavam de curiosidade para saber quem foi o personagem assassinado nessa noite na novela global das 21h - mais brasileiros, impossível.

Após vários bons momentos, como Off the Hook, Alcohol (2006) e Left Behind (2008), o encerramento foi pura brincadeira ("seja o que Deus quiser", antecipou Adriano), com a historinha lesbian (nada) chic de Superafim (2006) - a propósito, diversidade sexual não foi, nem de longe, o forte do SWU. Antes de se despedirem de vez, com largos sorrisos nos rostos, os CSS voltaram para uma última música. Mas, apesar do coro que se repetiu em outros momentos do show, nesta noite não tocaram Bezzi.

    Leia tudo sobre: SWUCSS

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG