Supremacia de Dilma no MT acirra disputa de candidatos

Ex-ministra terá de se desdobrar para atender aliados que disputam governo do Estado

Kelly Martins, iG Cuiabá |

À medida que se aproxima o dia da vinda da ex-ministra Dilma Roussef (PT) ao Estado - quarta-feira (25) - cresce também a tensão entre os aliados e candidatos adversários: o atual governador SIlval Barbosa (PMDB) e  Mauro Mendes (PSB).

E o motivo é simples. A presidenciável petista desponta com vantagem firme sobre o oponente José Serra (PSDB) nas pesquisas de intenção de votos para a eleição presidencial no MT. 

O Ibope aponta vantagem de seis pontos percentuais para Dilma (40%) em relação a José Serra (34%).

Já o Instituto Gazeta Dados mostra a ex-ministra com 45% das intenções de voto contra 30% atribuídos ao tucano.

Com isso, seus dois aliados no Estado, o atual governador SIlval Barbosa (PMDB) e Mauro Mendes (PSB) aceleram os preparativos para cortejar Dilma para seus palanques.

Embora conte com o PT em seu amplo arco de alianças, Silval não obteve a desejada “exclusividade” do partido. Ele será obrigado a dividí-la com o rival socialista numa caminhada promovida pelo Comitê Pró-Dilma em Cuiabá.

Pela primeira vez, o PT poderá derrotar o PSDB no Estado, natural reduto eleitoral dos tucanos.

As atuais pesquisas mostram que Dilma lidera a preferência dos eleitores, o que nem mesmo Lula conseguiu.

A virtual derrota de Serra no MT representa um duro golpe às pretensões do candidato do PSDB Wilson Santos ao governo.

O tucano afirma querer dar continuidade à gestão Dante de Oliveira (ex-governador falecido), autor do projeto das ‘Diretas Já’ e responsável pela estruturação da sigla tucana no Estado.

    Leia tudo sobre: Eleições MTEleições Dilma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG