Socorristas resgatam 96 corpos do avião acidentado na Líbia

Argel, 12 mai (EFE).- O ministro líbio de Transportes, Mohammed Zidane, anunciou a localização de 96 corpos de diversas nacionalidades do Airbus A330, procedente de Johanesburgo, que caiu hoje no aeroporto de Trípoli.

EFE |

Argel, 12 mai (EFE).- O ministro líbio de Transportes, Mohammed Zidane, anunciou a localização de 96 corpos de diversas nacionalidades do Airbus A330, procedente de Johanesburgo, que caiu hoje no aeroporto de Trípoli. Zidane indicou também, conforme a agência oficial líbia "Jana", que os serviços de emergência localizaram a caixa-preta da aeronave e abriram uma investigação para determinar as causas do acidente. Ele descartou, no entanto, a hipótese de atentado terrorista e assinalou que as buscas continuam para encontrar os outros ocupantes do avião, ao todo 104 pessoas, sendo 93 passageiros e 11 tripulantes. A televisão estatal líbia mostrou nesta manhã os restos totalmente destruídos do avião da companhia Afriqiyah Airways. Pelo que pode ser visto pelas imagens, transmitidas ao vivo, o avião caiu próximo ao aeroporto, em uma região com árvores e arbustos das imediações. O equipamento aparece totalmente destruído em milhares de pequenos fragmentos, embora sem sinais de que tenha ocorrido uma explosão antes da queda. A agência de notícias "Jana" indicou que o voo era de número 771 procedente da África do Sul e que o avião caiu quando se preparava para aterrissar, às 6h no horário local (1h em Brasília). Em seu site, a companhia Afriqiyah Airways confirmou o acidente "no momento da aterrissagem". As autoridades líbias fecharam o acesso às imediações do aeroporto porque é neste local que estão chegando às ambulâncias, conforme moradores vizinhos contaram à Agência Efe. As condições meteorológicas na hora do acidente eram boas na capital da líbia. O avião devia fazer escala em Trípoli e seguir viagem para Londres, por isso acredita-se que possa haver britânicos entre os mortos, além de líbios e sul-africanos. A companhia líbia Afriqiyah Airways foi criada em 2001 com o objetivo de ligar o continente africano à Europa, à Ásia e ao Oriente Médio. EFE sk-jg/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG