Siqueira promete acabar cartel de combustível em Palmas

Candidato ao governo do Tocantins critica preço da gasolina e diz que Gaguim, ¿dono de postos, faz parte do cartel¿

Gilson Cavalcante, iG Tocantins |

Acabar com o ”cartel de combustíveis em Palmas” é um dos principais desafios de Siqueira Campos (PSDB), caso seja eleito governador do Tocantins, revelou o candidato nesta sexta-feira (13).Esse cartel tem, disse, envolvimento de políticos e citou o governador Carlos Gaguim (PMDB), dono de uma rede de postos de gasolina.

No primeiro debate na TV com os candidatos do Tocantins, quinta-feira à noite, na Bandeirante, Siqueira questionou Gaguim sobre o cartel, mas disse que ficou sem resposta e por isso resolveu tocar no assunto nesta sexta-feira. Para "combater o abuso do cartel de combustível," prometeu aparelhar o PROCON com “instrumentos necessários para esse crime.”

O candidato tucano disse ainda que buscará convênios com o Ministério Público Estadual (MPE), que ingressará na Justiça contra os postos e promoverá campanhas de conscientização para que a comunidade de Palmas “boicote os estabelecimentos que prosseguirem com os abusos,” caso seja eleito.

"Hoje, os postos estão atuando de forma ilegal”, afirmou. E garantiu que o preço da gasolina em Palmas é em média R$ 0,33% mais caro do que em Porto Nacional, cidade localizada a 60 quilômetros da capital. Em Palmas, a gasolina é vendida a R$ 2,78 o litro e em Porto Nacional, R$ 2,45.

    Leia tudo sobre: eleições tosiqueiragaguimcartel de combustível

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG