Silval vai passar `pente fino¿ no Estado

Em reunião no Palácio Paiaguás, governador recém-reeleito determinou corte de gastos de R$ 100 milhões

Kelly Martins, iG Cuiabá |

Logo após sua reeleição, o governador Silval Barbosa (PMDB) se reuniu com todos os seus secretários e determinou um verdadeiro “pente fino” nas finanças do Estado.

O objetivo é realizar um corte nos gastos de R$ 100 milhões até o mês de dezembro.

O peemedebista garante querer cumprir com o estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e prevê ainda a redução do número de comissionados, assim como a locação de veículos, que atualmente é de 1.980.

O secretário-chefe da Casa Civil, Éder Moraes, afirmou que a medida é para evitar o que vem ocorrendo todos os anos, quando o balanço é fechado com gasto superior do que o previsto na Lei Orçamentária Anual (LOA), que aponta onde serão aplicados os recursos.

"Agora, a ideia é cumprir à risca o estabelecido", defende.

Com a possibilidade de uso eleitoral sobre dados fiscais do Governo, Silval Barbosa chegou a determinar aos membros do staff sigilo absoluto com relação ao assunto durante sua campanha.

Isso diante de acusações disparadas pelo adversário na corrida ao Paiaguás, Mauro Mendes (PSB). O socialista acusou Silval de levar o Estado a um desequilíbrio orçamentário de R$ 300 milhões.

O secretário da Casa Civil admitiu que, por conta das limitações impostas pela legislação eleitoral para a execução de recursos, existe pendência da União com Mato Grosso nesse montante.

    Leia tudo sobre: Eleições MTEleições Silval

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG