Silval dispensa apoio tucano e aposta em vitória no 1º turno

Governador está confiante na reeleição já e rejeita proximidade com Wilson Santos, caso ocorra segundo turno

Kelly Martins, iG Cuiabá |

Convicto de que será reeleito neste domingo, o governador Silval Barbosa (PMDB) rejeitou a "companhia" de lideranças do PSDB, sobretudo do adversário Wilson Santos, caso ocorra um eventual segundo turno.

O peemedebista negou ainda estar mantendo conversações com líderes do DEM que pertencem a coligação "Senador Jonas Pinheiro", sob o comando de Wilson, justamente por estar confiante na vitória.

"Quero evitar o apoio de algumas pessoas do PSDB e, com certeza, Wilson Santos seria descartado", declarou.

Para Silval, o candidato tucano, que conforme pesquisas de intenção de voto não teria chances de disputar contra o peemedebista, escolheu se aliar ao rival Mauro Mendes (PSB), mesmo antes de saber se a eleição seria definida nesse primeiro momento ou não.

A bronca do candidato do PMDB se dá pela atitude do tucano em ter se juntado ao candidato socialista com o intuito específico de "derrubá-lo". Agora que fique com ele (Mauro)", disparou.

A campanha eleitoral foi marcada por acusações e denúncias mútuas. Wilson acusou Silval de estar usando a máquina pública para cooptar apoio dos prefeitos de siglas que, em tese, compõem as coligações do PSB PSDB.

Além disso, relaciona o governador com o superfaturamento de R$ 44 milhões na compra de maquinários.O escândalo das máquinas, como se convencionou chamar o caso, tem servido como arma eleitoral contra o peemedebista pelos adversários.

Silval garante que o fato não reflete negativamente na campanha e informou que as autoridades competentes estão investigando o superfaturamento.

Questionado sobre o vazamento do suposto depoimento de um empresário envolvido no esquema de aquisição das 705 máquinas, o governador avaliou tratar-se de uma informação equivocada, assegurando que nem ele, nem o antecessor Blairo Maggi (PR), que disputa vaga no Senado Federal, não desviaram "um centavo" dos cofres públicos.

    Leia tudo sobre: Eleições MTEleições Silval

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG