Gingrich tem 32,5% de apoio e Romney, ex-governador de Massachusetts, 31,5%, de acordo com apuração

Os pré-candidatos republicanos à presidência dos Estados Unidos Mitt Romney e Newt Gingrich estão empatados nas últimas pesquisas sobre intenções de voto na Carolina do Sul, estado que realiza neste sábado primárias que se anunciam como decisivas.

A página de informação política "RealClearPolitics", que elabora uma média diária das principais enquetes, afirma nesta sexta-feira que

Há apenas alguns dias, Romney tinha uma vantagem sobre Gingrich próxima dos 20 pontos e tudo apontava a uma nova vitória sua na Carolina do Sul após seu empate técnico com o ex-senador Rick Santorum em Iowa e seu cômodo triunfo em New Hampshire.

Segundo a apuração final divulgada na quinta-feira, em Iowa Santorum ganhou por 34 votos frente a Romney, que inicialmente teria a vitória. Já Gingrich foi adquirindo força esta semana, em parte por causa de uma boa participação em um debate televisado na segunda-feira. Além disso, desde quinta-feira ele tem o apoio do governador do Texas, Rick Perry, que se retirou da disputa da qual sairá o candidato republicano que enfrentará o presidente Barack Obama nas eleições de novembro.

No entanto, Gingrich pode sentir a fatura de uma polêmica entrevista concedida à emissora "ABC" por sua segunda mulher, Marianne Gingrich, na qual ela afirmou que seu marido lhe propôs "um casamento aberto" para poder manter uma relação com sua então amante e agora esposa, Calista.

Já Romney foi prejudicado por ter reconhecido, após pressão de seus rivais, o pagamento de uma taxa de impostos de 15%, abaixo da média dos americanos, e por sua recusa a dar os detalhes de sua declaração de impostos. Além disso, segundo a emissora "ABC", o ex-governador, um dos aspirantes presidenciais mais ricos dos últimos tempos e cuja fortuna se calcula em US$ 250 milhões, tem vários investimentos milionários em fundos nas ilhas Cayman, um paraíso fiscal do Caribe.

Romney acaba de receber também o apoio do governador da Virgínia, o republicano Robert McDonnell. Enquanto isso, Gingrich tem o apoio do "Somos Republicans", o principal grupo hispânico republicano do país. A ex-candidata à vice-presidência Sarah Palin, uma das líderes do movimento ultraconservador Tea Party, também disse que se fosse moradora da Carolina do Sul votaria por ele.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.