Trânsito e transportes especiais para o Rock in Rio

Prefeitura do Rio divulga planejamento de chegada e saída do evento

Beatriz Merched, iG Rio de Janeiro |

A Prefeitura do Rio anunciou o esquema especial para trânsito e transporte durante os dias do Rock in Rio , na manhã dessa terça-feira (6), no Centro de Operações, na Cidade Nova. “O mais importante é deixar claro que o único meio de transporte do evento será o ônibus. Não vá de carro porque não conseguirá chegar à Cidade do Rock”, disse Antonio Pedro Figueira de Mello, Secretário Especial de Turismo e Presidente da Riotur.

Não haverá estacionamento no local e nem nos arredores e os carros estacionados irregularmente serão rebocados. O tráfego na Barra da Tijuca, no Recreio dos Bandeirantes e em Jacarepaguá terá um funcionamento diferenciado e monitorado por 32 câmeras de segurança. “Temos um evento de grande porte que vai movimentar milhares de pessoas. O meu maior desejo enquanto Rock in Rio é que todos tenham conforto e aproveitem ao máximo com segurança”, afirmou Roberta Medina.

O trabalho de planejamento da Operação Rock in Rio envolveu a Riotur, Secretaria Municipal de Transporte, CET-Rio, Secretaria de Ordem Pública, Comlurb, Rioluz, Subprefeitura da Barra, além da Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil. Além do Corpo de Bombeiros, Policias Militar e Civil e Fetranspor.

Trânsito
Cerca de 340 agentes e controladores de trânsito da prefeitura, entre guardas municipais e operadores da CET-Rio, com 30 viaturas e 40 motocicletas trabalharão para garantir o ordenamento no trânsito, orientar pedestres e fazer bloqueios durante os sete dias de evento. A polícia militar dará suporte com 46 homens nos bloqueios e reboques para impedir e reprimir o estacionamento irregular.

Painéis de mensagens serão espalhados para informar os horários de fechamentos de ruas e avenidas, as rotas alternativas e as restrições de estacionamento. Esses painéis serão posicionados 15 dias antes do início do Rock in Rio.

Como chegar ao evento
Além das 14 linhas regulares de vários bairros da cidade que passam pelas proximidades da Cidade dO Rock, o esquema implantará uma linha especial (Alvorada X Autódromo) para conexão com as mais de 30 linhas que chegarão ao Terminal Alvorada. Essa linha, com tarifa R$ 2,50, vai funcionar das 10h às 5h do dia seguinte. Já as linhas regulares circularão até a meia-noite.

Oito linhas terão o itinerário alterado em função das interdições e deixarão os passageiros em pontos próximos ao Autódromo.

Linhas especiais de fretamento de primeira classe, o Riocard Rock in Rio - que custa R$ 35, ida e volta, serão disponibilizados pela organização do evento em parceria com a Fetranspor. Esses ônibus terão horários programados, vendas antecipadas e sairão de 14 pontos da cidade com destino à Cidade do Rock.

Como sair do evento
Na saída das apresentações, o público vai contar com apenas duas linhas: Autódromo X Alvorada (direção Zona Sul e Centro) e Autódromo X Via Parque (direção Zona Norte, Bangu, Rodoviária e Tijuca). Elas irão funcionar das 22h às 5h da manhã seguinte.

Moradores
Os moradores do entorno da Cidade do Rock serão credenciados pela organização do evento e deverão acessar suas residências por pontos específicos que serão informados durante o processo de credenciamento.

    Leia tudo sobre: rock in riotrânsitosegurança

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG