Segunda noite é marcada pelas poças de água e shows medianos

Chuva trouxe sujeira. Capital Inicial e Red Hot se destacaram neste sábado (24)

iG Rio de Janeiro |

Segurança reforçada, trânsito sem problemas e ônibus com fácil acesso à Cidade do Rock. O segundo dia de festival parecia que seria bem mais tranquilo do que o anterior, com mais acertos. Mas aí veio a chuva.

Acesse o especial Rock in Rio

Poças se formaram em todo o complexo, os brinquedos tiveram que ser fechados e as capas de chuva tiraram o charme das moças que capricharam no visual rock’ roll. O lixo se acumulou por todos os cantos. O pessoal da limpeza não deu conta de retirar os detritos, como copos e objetos de ações de marketing distribuídos pelos patrocinadores. Stone Sour tocava no palco principal enquanto a chuva caia.

A noite começou com NX Zero , apesar dos protestos dos roqueiros mais afoitos em ver a última apresentação, Red Hot Chilli Peppers . Coube a uma seleção de atrações paralelas fazer então o trabalho “sujo”. Ponto alto para a Rock Street que viveu nesta noite um momento de congestionamento com Evandro Mesquita tocando clássicos dos anos oitenta e setenta. Mais de dez mil pessoas curtiram o som saudosista.

Ficou para o palco Sunset ter alguns dos melhores shows do sábado. Destaque para a inusitada combinação do peso percussivo da Nação Zumbi com o delicado pop de Tulipa Ruiz e para a MPB jazzística (ou jazz emepebístico) de Milton Nascimento e Esperanza Spalding .

No encerramento, com quase duas horas de atraso, Mike Patton tocou músicas do Mondo Cane , seu projeto dedicado a canções italianas da década de 1960. Acompanhado pela Orquestra de Heliópolis, o roqueiro uniu a beleza e perfeição do pop europeu com a intensidade do Faith No More, num dos grandes shows até agora do festival. Ao final, o som do palco foi sobreposto pelo início do Stone Sour. Patton mandou eles calerem a boca, mas não adiantou.

Snow Patrol sucedeu Capital Inicial , que havia feito um show quente, dispensando o frio trazido pela chuva. Com Mariana Aydar, os britânicos fizeram parte do público dormir, enquanto aguardava a chegada dos “peimentas vermelhas”.

Fechando o primeiro fim de semana do Rock in Rio 4, chega a vez do som do metal dominar o palco principal com: Glória, Coheed and Cambria, Motörhead, Slipknot e Metallica, a partir das 19h deste domingo (25).

Primeiro dia do Rock in Rio é marcado por filas e show de Elton John

Acesse o especial Rock in Rio

    Leia tudo sobre: rock in rio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG