Rock in Rio não tem lama, mas ganha chuveirinho

Forte calor faz público se refrescar em chafarizes espalhados em frente ao palco Mundo

Valmir Moratelli e Vicente Seda, iG Rio de Janeiro |

Ao contrário das edições que se tornaram históricas com as chuvas e banhos de lama, este Rock in Rio é em asfalto e grama sintética. Sem chance, portanto, de se repetir cenas como as que o público saiu coberto de terra e lama. Mas nem por isso a água está em falta.

Cinco chafarizes em frente à tenda principal da Cidade do Rock animam – e refrescam – os primeiros a entrar no local, na tarde desta sexta-feira (23).

A estudante carioca, Rayene Esteves, de 17 anos, já estava devidamente molhada, cinco minutos após pôr os pés na Cidade do Rock, na zona oeste do Rio.

“Isso é maravilhoso. Não é todo dia que a gente tem a chance de tomar banho num show de rock”, disse ela, acompanhada de outros cinco amigos, também molhados.

Para quem previa tempo chuvoso no início de festival, surpresa. O sol forte já ajuda a esquentar os ânimos de quem vai assistir aos shows de Claudia Leitte, Katy Perry, Elton John e Rihann a.

Acesse o especial Rock in Rio


    Leia tudo sobre: Rock in Riomúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG