Baiana sacode o Rock in Rio e promove “beijaço” coletivo com seus sucessos

Ao seu estilo, Ivete Sangalo fez da sexta-feira (30) uma noite de gala no Rock in Rio . Vestida de branco, como uma grande dama, de chapéu e bengala. Assim surgiu a cantora no palco principal, cantando “Brasileiro” e “Acelera aê”. Ao seu comando, o público tirou o pé do chão. “Vamos relembrar nosso momento tão marcante no Maracanã”, pediu ela, em referência ao show que fez no estádio carioca no final de 2008.

Acesse o especial Rock in Rio

Foi a primeira vez que ela cantou no Rock in Rio em versão brasileira. Ela já havia participado das versões em Lisboa e Madri.

Como em uma micareta, Ivete tomou o público para si já no começo, como tão bem sabe fazer. Emendou seus grandes sucessos, explosões dançantes que sacodem até os que não são seus súditos fieis. Logo abandonou o chapéu e a bengala, mas manteve a roupa formal. Era uma noite especial para a baiana. “Dedico este show ao meu filho (Marcelo). Quando ele crescer e vier ao festival, vai perceber que a mãe dele esteve aqui também. A mamãe nasceu para te amar, filho. Não deixe que ninguém maltrate uma criança, gente”, dizia ela, enquanto enxugava as lágrimas.

Quebrando o “protocolo” do set list inicialmente divulgado, a cantora perguntou se ainda tinha tempo para improvisos. “Senti uma vontade louca de fazer uma coisa aqui. Alguém traz um banquinho”, pediu, sendo prontamente atendida. E cantou “More than words”, do Extreme. Ela também comentou sobre seu encontro na noite anterior com Stevie Wonder .

“Tive um dos encontros mais incríveis da minha vida. Quando a gente vira artista, acha que algumas coisas são mico. Mas quando entrei no camarim do Stevie, tirei foto, beijei, chorei e babei na camisa dele. Quando vocês me encontrarem, tirem foto, me beijem e babem também em minha roupa”, disse ela, sendo aplaudida efusivamente.

Ivete relembrou ainda outro momento marcante de sua carreira, quando se apresentou no
Madison Square, em Nova York, no ano passado. Cantou “Easy” (The Commodores) para uma plateia que só queria saber de pular. Foi o único momento que não teve pleno acompanhamento do público. Prometendo voltar ao mesmo palco mais tarde, em uma participação especial no show de Shakira , ela dedicou a música “Cadê Dalila” à colombiana. “Vai buscar Shakira, meu bem...”, cantarolou ela no refrão final.

Nas duas últimas letras, com “Eva” e “Na base do beijo”, Ivete promoveu um “beijaço coletivo” no público. Como em suas micaretas, quem não tinha par correu para encontrar alguém. Era beijo para todos os lados.

Veja abaixo o repertório do show de Ivete Sangalo no Rock in Rio:

Brasileiro
Acelera aê
Abalou
Festa
Sorte grande
Não quero dinheiro (Só quero amar)
Cadê Dalila
Desejo de amar
Arerê
Berimbau metalizado
Pra falar de você
Pensando em nós dois
Easy
Eva
Na base do beijo

Acesse o especial Rock in Rio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.