iG revela exigências das estrelas para o camarim do Rock in Rio

De 'língua de sogra' a caviar, de arranjos em vasos quadrados a telas de pintura, conheça excentricidades dos astros e o backstage

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro |

Vicente Seda
Coordenadora do backstage, Ingrid Berger mostrou ao iG o lounge feito para os artistas

O setor mais nobre do Rock in Rio , o backstage, está na fase de apronto final e a coordenadora do local, Ingrid Berger , abriu ao iG as portas das tendas e contêineres que abrigarão os artistas brasileiros e internacionais. Os camarins são padronizados, com 2,2m de largura por 6m de comprimento. Os chamados ‘headliners’, atrações principais da noite, contarão com quatro desses camarins, mais uma tenda exclusiva, de tamanho bem maior (equivalente a quatro ou cinco contêineres). Os penúltimos a tocar em cada dia terão quatro camarins, os antepenúltimos três e, o restante, dois. No total, são 22 camarins, a tenda e o lounge dos artistas, com oito pessoas à disposição no backstage, duas camareiras e o “runner”, o coitado que sai correndo para satisfazer os caprichos de última hora das estrelas.

A exceção à regra de divisão de espaço será Elton John , que trocou de lugar com Rihanna, se apresentará antes de cantora, mas manteve os privilégios de backstage. O inglês, aliás, fez pedidos meticulosos. Dos cabides para calça à comida, chegou a enviar foto dos seis arranjos de flores que quer em seu camarim, obrigatoriamente em vasos quadrados com 15cm de altura e largura, além de palmeiras no local.

Quem também fez exigências bastante específicas foi Rihanna , que já está no Rio hospedada em um hotel na zona sul da cidade. Pediu rosas de hastes curtas e longas, arranjos de flores brancas e lilás – não quer nada amarelo, cor que não gosta -, 12 camélias e cobertura de tecido para todo o camarim, inclusive janelas. Não é só. Rhianna quer a temperatura totalmente controlada e, para tanto, pediu ar condicionado, aquecedor e umidificador. Ela terá o seu chef particular, costuma comer frango e massa, e terá três camarins para trocas de figurino no palco.

Também curioso foi o modesto pedido do pessoal do System of a Down . Numa espécie de “armário da Mônica”, a lista se resumiu, além dos comes e bebes, a pacotes de meias pretas e de camisetas pretas. Solicitação comum a 70% dos artistas, segundo Berger, foi a comida mexicana. Tacos, guacamole e nachos estarão à disposição, bem como humus e pão sírio. Frutas, saladas, legumes cozidos e sucos variados também são comuns na maior parte das mesas do backstage. Quem não pediu absolutamente nada foram os integrantes do Red Hot Chilli Peppers . Trazem tudo “de casa”, mas há motivo para ser uma das bandas que mais preocupam a produtora: “Eles trazem um chef de cozinha, camareira e um cara que faz as compras. Mas pedem três ‘runners’ para o que resolverem querer na hora, já foram contratados”, disse.

Vicente Seda
Palco principal está nos ajustes finais
Os grã-finos da turma são Axl Rose , do Guns’n’Roses , e os músicos do Jamiroquai . Axl , dentro de sua lista de quatro páginas de pedido, quer duas garrafas do caríssimo champanhe Krug , além de cerveja tcheca e australiana e outras exigências menos complicadas, como o também refinado chocolate Godiva. “Pode colocar aí que estou aceitando doações do champanhe que ele pediu”, brincou a coordenadora do backstage. O Jamiroquai não fica atrás: entre os pedidos, 100 gramas de caviar beluga , uma das iguarias mais caras do mundo.

Os roqueiros do Metallica , por sua vez, pediram um jantar de fato, com garçom, copos de cristal e três opções no menu (carne, frango ou peixe e massa). Mas também há cuidados específicos já que dois integrantes são vegetarianos e um tem intolerância a glúten. Além do whisky de Lemmy Kilmister , os integrantes do Motörhead querem beber cerveja de cidra antes do show. Já Chris Martin, do Coldplay , faz questão de um cardápio saudável, também jantará no camarim, mas sua grande preocupação é o vinho. Amigo de Berger, confia na coordenadora para apreciar um bom tinto e um bom branco, dependendo do que for comer.

Outros pedidos curiosos vieram de Janelle Monáe e Katy Perry . A primeira quer fazer do seu camarim um estúdio de pintura. Pediu tintas variadas, pincéis, cavalete, paleta, duas telas grandes (1m x 1,5m), 100 pétalas de rosas vermelhas de plástico, um pacote de “língua de sogra” e um jogo de xadrez. Perry, por sua vez, quer guloseimas. Pediu balas em forma de ursinhos (Gummy Bear), chocolates, bombons e jujubas.

Para molhar a garganta durante os shows, a maioria quer água. As marcas Evian , San Pellegrino , Perrier e Fiji são as mais pedidas, mas há também quem exija águas vulcânicas e outros rótulos não tão fáceis de encontrar no mercado brasileiro. Entre as bebidas que chegarão em massa, pois são pedidos de boa parte dos artistas, o Jagermeister (licor alemão composto por 56 ervas, frutas e raízes) e a tequila Patrón fazem sucesso no backstage.

    Leia tudo sobre: Rock in RiobackstagecamarimIngrid Berger

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG