Eduardo Paes: 'Rock in Rio é mais difícil do que Olimpíadas'

Ao lado de Roberto Medina, idealizador do festival, prefeito do Rio confirma edição do evento em 2013

Valmir Moratelli, iG Rio de Janeiro |

Sem abrir perguntas para os jornalistas, o diretor geral do Rock in Rio , Roberto Medina, e o prefeito da cidade, Eduardo Paes, deram uma coletiva de imprensa na tarde deste domingo (2), na área VIP da Cidade do Rock. Ambos inauguraram um imenso cartaz confirmando, ainda sem data exata definida, a próxima edição do festival, em 2013 .

Vivian Fernandez
Roberto Medina e Eduardo Paes


Paes lembrou que há exatos dois anos o Rio foi escolhido como sede da Olimpíada de 2016. “Desde aquele momento, falei que os Jogos deveriam servir para transformações da cidade. Dificilmente um cartola ou um atleta vai utilizar o metrô, por exemplo. São obras que vão ficar para a população.”


O prefeito também comparou o evento musical com as Olimpíadas. “Isso aqui é mais difícil que os Jogos Olímpicos. Você não traz cem mil pessoas para um único lugar por sete dias como faz o Rock in Rio”, afirmou, reiterando que a Cidade do Rock será aberta em 40 dias para a prática de esportes.

Paes disse ainda que pediu a Medina, idealizador do festival, para pensar na possibilidade de um palco destinado unicamente ao samba, já que em 2013 a Mocidade Independente terá como enredo o mundo do rock.

Antes de ir embora, alguém gritou: “E a Cidade da Música? Como fica?”, em alusão à obra que se arrasta há anos, também na Barra da Tijuca. O prefeito desconversou. “A Cidade da Música é essa aqui, a do rock”, disse.

    Leia tudo sobre: Rock in Riomúsica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG