Rivais querem evitar perda de aliados para Silval

Wilson Santos (PSDB) e Mauro Mendes (PSB) querem evitar migração de apoios para o governador, que lidera pesquisas

Kelly Martins, iG Cuiabá |

Os candidatos ao governo Wilson Santos (PSDB) e Mauro Mendes (PSB) tentam traçar estratégias para evitar “migrações” de aliados à campanha à reeleição do atual governador Silval Barbosa (PMDB).

Alguns prefeitos do DEM e PPS, partidos que, em tese, deveriam ser oposicionistas, declararam apoio à reeleição do peemedebista.

Os democratas fazem parte da coligação de Santos, enquanto o PPS compõe a base aliada de Mendes.

O chefe do Poder Executivo detém a máquina pública e lidera a disputa com 31% nas pesquisas de intenção de voto para governador do Estado.

A pesquisa de intenção de voto do Instituto Gazeta Dados aponta que Silval está oito pontos percentuais à frente do rival do PSDB (23%), enquanto Mendes aparece com 15%.

Para justificar a migração de apoio, o prefeito de Arenápolis, Farid Tenório (DEM), afirma ter uma dívida de gratidão com o atual governo e, por isso, decidiu pedir voto para Silval.

Segundo ele, o município enfrentava sérias dificuldades e obteve respaldo ao levar suas reivindicações ao então governador Blairo Maggi e o vice Silval Barbosa.

Já o prefeito de Porto Estrela, Benedito de Oliveira (PPS), recorda a receptividade de Silval. "Este governo me recebeu de portas abertas e seria ingratidão da minha parte deixar de apoiá-lo".

Silval trabalha para que os prefeitos assumam a condição de defensores da continuidade do modelo de gestão Maggi.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG