Olegário Dias Maciel

06/10/1855 (Bom Despacho, MG) - 05/09/1933 (Belo Horizonte, MG)

iG São Paulo

FGV CPDOC
Olegário Dias Maciel
Quem foi – Presidente de Minas Gerais eleito em 1930 e único a permanecer no cargo quando a Junta Militar Governativa Provisória assumiu o poder. Ingressou na carreira política em 1880 pelo Partido Liberal como deputado provincial de Minas Gerais, quando o Brasil ainda era império. Foi deputado e participou da Assembléia Constituinte mineira em 1890. Em 1894 elegeu-se deputado federal pelo Partido Republicano Mineiro (PRM) e permaneceu na Câmara dos Deputados até 1910. Em 1922, foi eleito vice-presidente de seu Estado e, aos 72 anos, em 1927, entrou para o Senado estadual, com mandato até 1934.

Papel na revolução – A indicação de Olegário Maciel para a sucessão de Antônio Carlos de Andrada na presidência de Minas Gerais causou um racha em seu partido. O vice-presidente da República, Fernando de Melo Viana, esperava ser o candidato oficial a este cargo e o veto ao seu nome fez com que ele deixasse o partido, levando diversos membros insatisfeitos para a Concentração Conservadora, frente que defendia a candidatura de Júlio Prestes ao governo federal. Melo Viana concorreu contra Olegário Maciel em uma campanha com incidentes que levaram até mesmo a mortes de correligionários dos dois lados. Maciel saiu vitorioso do pleito.

Apesar de manter-se distante das negociações para o levante armado que derrubaria o governo de Washington Luís, Maciel ofereceu apoio aos revolucionários quando os embates chegaram a Minas Gerais. Com a derrubada de Washington Luís do poder, foi reconhecido como “general civil” da revolução. Foi o único presidente de Estado a permanecer no governo após a Revolução de 30.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG