15/03/1878 (Sabará, MG) - 10/02/1954 (Rio de Janeiro, RJ)

Fernando de Melo Viana
Divulgação / OAB
Fernando de Melo Viana
Quem foi – Vice-presidente da República no governo de Washington Luís. Filho de comendador, formou-se em Direito em Minas Gerais e atuou como promotor entre 1901 e 1903 até ser eleito deputado estadual. Em 1918, foi subprocurador-geral e depois advogado-geral do Estado quando Arthur Bernardes era presidente de Minas. Foi secretário do Interior e assumiu a presidência de Minas Gerais com a morte de Raul Soares, em 1924.

Papel na revolução – Na sucessão de Arthur Bernardes, Melo Viana teve seu nome cogitado para a candidatura à presidência da República, mas, obedecendo o acordo de alternância no poder entre Minas e São Paulo, Bernardes indicou como seu candidato oficial o paulista Washington Luís. Para não criar uma cisão no bloco, Melo Viana aceitou concorrer à vice-presidência e venceu o pleito.

Ao fim de seu mandato, pretendia voltar à presidência de Minas Gerais. Apesar de pertencer ao partido que liderava a Aliança Liberal, o Partido Republicano Mineiro (PPM), condicionou seu apoio à campanha de sucessão à presidência da República ao lado que garantisse sua volta ao comando do governo estadual. Como seu partido optou por lançar a candidatura de Olegário Maciel para esta cadeira, Fernando de Melo Viana rompeu com o PPM e aderiu à Concentração Conservadora, grupo mineiro que apoiava Washington Luís. Lançou candidatura contra Maciel e perdeu. Com a deposição do presidente e de todos que o apoiaram, exilou-se na Europa por dois anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.