Vice-presidente do Iêmen anuncia eleições para fevereiro de 2012

País é governado há 33 anos por Ali Abdullah Saleh. Líder assinou acordo de transferência de poder nesta semana

iG São Paulo |

O vice-presidente do Iêmen, Abdo Rabu Mansur Hadi, emitiu neste sábado um decreto no qual convoca eleições presidenciais para o dia 21 de fevereiro de 2012, anunciou a televisão estatal do país. A convocação ocorre menos de dois dias depois do presidente Ali Abdullah Saleh assinar um acordo proposto pelo Conselho de Cooperação do Golfo (CCG) para renunciar ao poder e pôr fim a crise no país.

"Eleitores registrados e todos que atingiram a idade legal estão sendo convocados para votar nas eleições antecipadas para um novo presidente da República, a partir das 8h da manhã de terça-feira, dia 21 de fevereiro de 2012", disse o decreto, segundo um despacho divulgado pela agência Saba.

Saleh tem 69 anos e governava o Iêmen desde 1978. Ele enfrentavou protestos que pediam sua saída do poder desde o começo do ano, no contexto da Primavera Árabe , que provocou revoltas em países do Oriente Médio e norte da África.

Depois de assinar o acordo, Saleh afirmou que irá cooperar plenamente com o governo de unidade nacional proposto para seu país, que incluirá a oposição. Segundo o acordo assinado com a oposição iemenita durante uma cerimônia sediada pelo rei saudita Abdullah na capital Riad, Saleh receberá imunidade e manterá seu título até que um sucessor seja eleito.

Em junho, Saleh sobreviveu ao ataque em Sanaa e viajou a Arábia Saudita para tratamento médico, retornando ao Iêmen em setembro .

O que começou como um pacífico movimento contra o presidente Saleh evoluiu em meses para um conflito armado entre diferentes tribos e milícias. Cinco ou seis províncias já não estão mais sob o controle do governo.

A revolta deixou centenas de mortos e milhares de feridos no Iêmen. 

Khaled Abdullah/Reuters
Manisfestantes contrários ao governo de Saleh protestam neste sábado em Sanaa

* Com informações da EFE, Reuters, AP e BBC

    Leia tudo sobre: IÊMENELEIÇÕES no IemênSalehmundo árabe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG