Com ataques aéreos e confrontos terrestres, forças leais ao líder Muamar Kadafi tentam conter avanço rebelde a Trípoli e Sirte

Os rebeldes líbios disseram nesta segunda-feira que tentarão se reagrupar e trazer armamento pesado depois que forças leais ao líder Muamar Kadafi atacaram opositores com disparos de helicóptero, artilharia e foguetes para impedir o rápido avanço rebelde à capital, Trípoli.

Confrontos recentes pareceram indicar o início de uma nova fase no conflito de 21 dias, com o regime de Kadafi recorrendo a seu poder aéreo contra rebeldes que tentam pôr fim a seu governo de quase 42 anos. O pesado uso de bombardeios expõem a preocupação do regime de que é necessário supervisionar o avanço rebelde em direção a Sirte, cidade natal e reduto do líder líbio.

As forças anti-Kadafi teriam um impulso moral se capturassem a cidade, e isso tiraria do caminho um grande obstáculo na marcha para Trípoli. O levante contra Kadafi, que começou em 15 de fevereiro, vem sendo mais sangrento do que as revoltas relativamente rápidas que depuseram os líderes autoritários dos vizinhos Egito e Tunísia .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.