Síria libera acesso a Facebook e YouTube pela 1ª vez em 3 anos

Em meio a tensões em países da região como o Egito, governo permitiu acesso a cerca de 240 páginas da web que estavam bloqueadas

iG São Paulo |

Os internautas sírios tiveram nesta semana acesso liberado a sites como Facebook e YouTube, censurados há três anos, depois do fracasso dos protestos convocados na internet para um 'Dia da Ira' sírio - inspirado nos protestos em massa, pedindo a saída do presidente egípcio.

AP
Sírio abre consegue acessar conta no Facebook, em cibercafé de Damasco, capital do país
Os usuários de internet receberam a notícia da mudança com alegria. Desde terça-feira, o governo liberou o acesso direto a cerca de 240 páginas da web que estavam bloqueadas e que só podiam ser acessadas através de servidores no exterior.

O empresário sírio no setor das novas tecnologias Abdulsalam Haykal avaliou positivamente a mudança e afirmou que a decisão do governo sírio é um gesto de confiança a juventude do país. "O poder das redes sociais é uma ferramenta importante para aumentar a participação, sobretudo para os jovens", disse.

As autoridades sírias, por outro lado, ainda não fizeram nenhum anúncio oficial sobre a mudança.

Enquanto atualizava sua conta no Facebook, um jovem sírio que pediu anonimato acrescentou que o Executivo do governo do presidente Bashar al-Assad "entendeu que os sírios respaldam o líder, que foi o único a dizer 'não' aos Estados Unidos". "Estão nos apoiando, sabemos que confiam na nova geração", disse sobre o governo sírio.

Inspiração

A convocação surgiu no calor dos protestos políticos realizados em países como Egito, Jordânia, Iêmen e Tunísia, onde protestos levaram à saída do então presidente Zine El Abidine Ben Ali.

As datas previstas para o 'Dia da Ira' sírio eram sexta-feira e sábado passados. Diferentemente do esperado, no entanto, não houve grandes mobilizações na capital Damasco ou outras cidades do país.

*Com EFE e AP

    Leia tudo sobre: síriaegitotunísiainternetdia da iramanifestações

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG