Síria acusa oposição de bombardear Homs para influencia ONU

Ministro diz que ataques que mataram mais de 200 pessoas são parte de 'guerra de informação histérica'

iG São Paulo |

O ministro da Informação sírio, Adnan Mahmud, acusou neste sábado a oposição de estar por trás dos bombardeios que atingiram a cidade de Homs e deixaram mais de 200 mortos . Segundo o ministro, os ataques foram realizados com o objetivo de influenciar a votação da resolução no Conselho de Segurança da ONU contra a repressão do regime sírio, que acabou sendo vetada por Rússia e China .

Ataques: Massacre em Homs aumenta pressão por ação da ONU na Síria
Votação: Rússia e China vetam resolução da ONU contra Síria

"As informações (...) sobre o bombardeio pelo Exército sírio de bairros de Homs são falsas e sem fundamento. Ocorrem em um contexto de uma guerra de informação histérica (...) na previsão da reunião no Conselho de Segurança da ONU", declarou o ministro à AFP.  "Este ( ataque ) histérico e criminoso da imprensa ( árabe e ocidental ) coincide com uma escalada no terreno dos grupos terroristas armados, incitados pelo Conselho de Istambul", acrescentou, em alusão ao Conselho Nacional Sírio (CNS), que reúne as principais correntes da oposição síria.

O ministro reiterou que "grupos terroristas armados lançaram obuses indiscriminadamente nas ruas e bairros de Homs em uma escalada ( de violência ), cujo fim é matar cidadãos e aterrorizá-los, tentar implicar o exército e distorcer a realidade".

Mais cedo, o Conselho Nacional Sírio já havia se posicionado contra o veto da Rússia e da China à resolução votada pela ONU.

Segundo o grupo, a posição dos dois países representa "uma autorização ao regime de Damasco para matar". Ahmad Ramadan, dirigente do CNS, disse que o veto representa "uma tentativa de deter qualquer processo político para dar uma solução à crise na Síria e deixa a porta aberta à linguagem da morte".

*Com AFP e EFE

    Leia tudo sobre: SíriaMundo ÁrabeassadBashar al-assad

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG