Desertores do Exército sírio dizem ter capturado general

Em vídeo, grupo dá prazo de 72 horas ao regime para que liberte detidos em Duma e evite morte de Naim Jalil Oda

iG São Paulo |

Rebeldes sírios disseram ter capturado um general do Exército e deram um prazo de 72 horas ao regime para que liberte alguns detidos em Duma, na periferia de Damasco, a fim de evitar sua execução. A informação foi dada à Agência Efe pelo soldado desertor Malek al-Kurdi.

Leia também: Forças leais a Assad recuperam cidade de Idlib, no norte da Síria

Kurdi disse que a medida é necessária para evitar o aumento do número de detidos nas prisões sírias.

O Exército da Libertação da Síria postou um vídeo na internet no qual um de seus militantes anuncia a captura do general Naim Jalil Oda durante uma operação em Duma.

"Informamos às autoridades responsáveis de nossas condições para pôr Oda em liberdade: libertar os detidos nas sedes dos serviços da Inteligência Aérea em Duma dentro do prazo de 72 horas, porque, se não, será executado em público, e isto é o começo", diz o membro do grupo.

Esse corpo de inteligência é considerado a instituição de segurança mais brutal em sua atuação contra os protestos antigovernamentais.

Kurdi não quis dar mais detalhes, mas advertiu que não será a última vez em que o ELS irá capturar membros das Forças Armadas. Nesta quinta-feira se completa um ano do início dos protestos contra o regime de Damasco, o que já causou mais de 7,5 mil mortes, segundo os cálculos da ONU.

Com EFE

    Leia tudo sobre: síriamundo árabeassadprimavera árabe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG