Presidente do Iêmen deixa hospital, mas fica na Arábia Saudita

Ali Abdullah Saleh foi hospitalizado depois de sofrer queimaduras em ataque contra palácio presidencial na capital iemenita, Sanaa

iG São Paulo |

O presidente iemenita, Ali Abdullah Saleh, deixou neste sábado o hospital militar saudita onde estava sendo tratado há mais de dois meses após um ataque contra seu palácio, mas permanece em Riad, capital da Arábia Saudita, por um período de recuperação.

AFP
Presidente do Iêmen, Ali Abdullah, é visto em foto antes do ataque, em 15/04/2011 (à esq.), e em sua primeira aparição na TV desde que ficou ferido (à dir.)
Segundo uma fonte ligada a Saleh que pediu anonimato, "o presidente iemenita foi para uma residência provisória por um período de recuperação". Não foram dadas, no entanto, informações sobre a duração do período de recuperação do líder iemenita.

Saleh foi ferido após um ataque contra seu palácio na capital do Iêmen , Sanaa, em 3 de junho e foi hospitalizado no dia seguinte na capital saudita.

Sua primeira aparição em público ocorreu em 7 de julho na TV, onde apareceu com o rosto bastante queimado .

A oposição iemenita tenta impedir sua volta ao país e uma transferência de poder para a cúpula do governo.

Líderes tribais

Na semana passada, líderes tribais do Iêmen anunciaram a criação de uma coalizão que exige a saída de Saleh do poder. No domingo passado, Saleh, que está no poder há 33 anos, reiterou seu apelo ao diálogo com a oposição.

O frágil estado de saúde de Saleh levou a especulações sobre o futuro político do Iêmen, onde opositores contrários ao governo vêm protestando nas ruas pela saída de Saleh.

*Com AFP

    Leia tudo sobre: iêmenchoquesoposiçãosaleheuaarábia saudita

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG