Negociação para rendição da cidade líbia de Bani Walid fracassa

Combatentes leais ao governo interino da Líbia aumentam cerco sobre a cidade. Porta-voz de rebeldes diz que Khamis Kadafi morreu

AFP |

As negociações para uma rendição pacífica dos combatentes leais ao coronel Muamar Kadafi na cidade de Bani Walid, a sudeste de Trípoli, fracassaram e estão terminadas, indicou neste domingo o chefe dos negociadores das novas autoridades líbias.

"Deixo que o comandante (das forças anti-Kadafi) administre o problema", indicou Abdullah Kenchil aos jornalistas que o interrogavam sobre um eventual ataque depois das negociações, iniciadas há vários dias com os chefes das tribos de Bani Walid, onde um dos filhos de Kadafi pode estar se refugiando.

Reuters
Combatentes leais ao novo governo interino da Líbia aumentaram o cerco sobre Bani Walid
Cerco sobre Bani Walid

Centenas de combatentes leais ao novo governo interino da Líbia aumentaram o cerco sobre Bani Walid, uma das poucas cidades do país ainda sob controle das forças que apoiam o líder deposto Muamar Kadafi.

Os combatentes chegaram à cidade por três diferentes pontos e deram um ultimato às forças pró-Kadafi para se renderem ou enfrentarem um ataque. Um comandante afirmou à BBC que suas tropas esperavam entrar na cidade entre este domingo e a segunda-feira.

A cidade no deserto ficou em evidência no mês passado, quando foram disseminados rumores de que dois dos filhos de Kadafi teriam viajado por Bani Walid depois de fugirem de Trípoli. Segundo alguns relatos, alguns membros da família do ex-líder ainda estariam na cidade.

No sábado, o chefe do Conselho Nacional de Transição (CNT), que pretende assumir o poder no país oficialmente nesta semana, afirmou que seus soldados também mantêm o cerco sobre Sirte, cidade natal de Kadafi, e sobre as cidades de Jufra e Sabha.

O presidente do CNT, Mustafa Abdel Jalil, afirmou que as cidades estão recebendo ajuda humanitária, mas que têm uma semana para se render "para evitar mais derramamento de sangue".

Paradeiro de Kadafi

Forças do Conselho Nacional de Transição (CNT) da Líbia identificaram o paradeiro do líder destituído Muamar Kadafi, informou um correspondente da TV Al Jazeera neste domingo. O repórter citou o chefe do conselho militar em Trípoli, Abdul Hakim Belhadj, mas a Al Jazeera não identificou a localização.

O porta-voz militar dos rebeldes, Ahmed Omar Bani, também confirmou a morte de Khamis Kadafi, um dos filhos do líder líbio, em combates a 90 quilômetros ao sudoeste de Trípoli.

Em entrevista coletiva em um hotel de Benghazi, capital dos revolucionários, Beni explicou que Hamis e Mohammed al Senussi, um dos filhos do chefe dos serviços de Inteligência Militar do anterior regime, Abdullah al Senussi, morreram.

*Com Reuters e BBC Brasil

Arte iG
Localização da cidade Bani Walid, a sudeste de Trípoli, na Líbia

    Leia tudo sobre: líbiaprotestosmundo árabekadafi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG