Multidão obriga general a deixar a Praça Tahrir no Egito

Testemunhas contaram que o general foi obrigado a encurtar sua visita depois de ter sido insultado

AFP |

As pessoas que protestavam na Praça Tahrir no Cairo expulsaram neste sábado um dos chefes do Exército que tentava conversar com elas, em meio a tensões crescentes entre manifestantes e os militares no poder, segundo testemunhas.

O general Tarek al-Mahdi, membro do Conselho Supremo das Forças Armadas (CSFA), que passou a governar o Egito depois da queda do presidente Hosni Mubarak em fevereiro, declarou à televisão estatal que uma "minoria" de manifestantes o vaiou no momento em que discursava, enquanto outros tentaram protegê-lo.

Testemunhas contaram que o general foi obrigado a encurtar sua visita depois de ter sido insultado por manifestantes.Milhares de pessoas se manifestaram na sexta-feira em todo o Egito, e em particular nessa praça emblemática da "Primavera Árabe", para exigir reformas à CSFA.

    Leia tudo sobre: Egitomanifestaçõespolítica

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG