Cidade de Sanaa foi tomada neste domingo, dizem testemunhas. Com pouca resistência, militares dominam pontos estratégicos do local

Centenas de militantes tomaram neste domingo o controle da cidade de Rada, a 150 quilômetros ao sul de Sanaa, capital do Iêmen. Conforme o relato de habitantes de Rada, 400 integrantes da organização terrorista Al Qaeda chegou ao amanhecer e assumiu o controle de pontos estratégicos - como uma fortaleza no alto da cidade e a histórica mesquita de Ameriya construída no século 16.

Leia também: Manifestantes no Iêmen exigem julgamento de Saleh

Yousef Ali contou à agência de notícias que os supostos terroristas estavam acampados em uma cidade próxima e logo após o nascer do sol partiram para ocupar a região. Em pouco tempo, os atacantes já detinham o controle total de Rada sem registro de confrontos.

Grupos de homens armados estariam circulando pelas ruas dispersando manifestações consideradas por eles contrárias à "sharia" (lei islâmica). Os "jihadistas" emitiram mensagens por alto-falantes informando à população que não pretendem causar mal e só querem aplicar "a lei de Alá".

Pelas primeiras informações, todos os combatentes são iemenitas e estão sob o comando de Tareq al Dahab, cunhado de Anwar el Awlaki, líder da Al Qaeda no Iêmen até sua morte em um bombardeio aéreo americano. A mesquita de Rada é um dos principais sítios arqueológicos da cidade e uma das joias arquitetônicas do país que anualmente atrai muitos turistas.

*com EFE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.