Justiça da Tunísia apresenta 18 acusações contra ex-líder Ben Ali

Segundo ministro da Justiça, presidente que renunciou é acusado de tráfico de drogas e complô contra a segurança do Estado

iG São Paulo |

A Justiça da Tunísia apresentou 18 acusações contra o ex-presidente destituído Zine El Abidine Ben Ali , incluindo uso e tráfico de drogas, anunciou o ministro da Justiça, Lazhar Karui Chebi.

Em uma entrevista ao canal de televisão estatal, Chebi afirmou que as acusações contra Ben Ali são "homicídios dolosos, complô contra a segurança do Estado e uso e tráfico de drogas".

O ministro da Justiça afirmou ainda que as autoridades de transição estão constituindo um processo jurídico para obter a extradição do ex-presidente, que está refugiado com a família na Arábia Saudita desde sua fuga em 14 de janeiro.

A Justiça tunisiana já emitiu um mandato de prisão internacional contra o ex-presidente e sua esposa, Leila Trabelsi.

Chebi afirmou que uma delegação dos ministérios da Justiça e do Interior viajará em breve a Lyon, onde fica a sede da Interpol na  França, para acelerar a operação de execução dos mandatos.

Ben Ali deixou o poder depois de 23 anos após um mês de protestos contra corrupção, desemprego e inflação. A revolta no país inspirou movimentos populares em outros países árabes , no norte da África e no Oriente Médio.

*Com AFP

    Leia tudo sobre: ben alitunísiajustiçamundo árabe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG