Julgamento de ex-presidente da Tunísia começará em 20 de junho

Zine El Abidine Ben Ali e mulher são acusados de homicídio doloso, complô contra a segurança do Estado, além de tráfico de drogas

iG São Paulo |

O julgamento do presidente tunisiano deposto Zine El Abidine Ben Ali, refugiado na Arábia Saudita, terá início no dia 20 de junho, anunciou nesta segunda-feira à noite à rede Al Jazeera o primeiro-ministro de transição Beji Caid Essebsi.

Segundo o primeiro-ministro, Ben Ali e seus aliados terão de responder a mais de 90 acusações. Ele disse também que o governo tunisiano não recebeu em momento algum uma resposta das autoridades sauditas sobre o seu pedido de extradição do ex-presidente.

Autoridades da Tunísia se preparam para julgar o ex-presidente tunisiano e sua esposa, Leila Trabelsi, por homicídios dolosos, complô contra a segurança do Estado, além de tráfico de drogas e armas. Acusações iniciais contra o ex-líder surgiram depois de descobertas a quantia de US$ 27 milhões, além de 2 kg de maconha e armamentos no Palácio Presidencial em Túnis.

Ben Ali deixou fugiu da Tunísia em 14 de janeiro, depois de 23 anos no poder, após um mês de protestos contra corrupção, desemprego e inflação. A revolta no país inspirou movimentos populares em outros países árabes, no norte da África e no Oriente Médio.

*Com AFP e BBC

    Leia tudo sobre: ben alitunísiajustiçamundo árabe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG