Forças pró-Kadafi contra-atacam em Sirte

Contra-ataque utilizou foguetes e artilharia pesada, obrigando as forças do novo regime a recuar até o quartel

AFP |

Os combatentes leais ao ex-ditador líbio Muammar Kadafi lançaram neste sábado (15) o um contra-ataque surpresa em Sirte, obrigando as forças do novo regime líbio a recuar.

As tropas do Conselho Nacional de Transição (CNT), que derrubaram o coronel Kadafi, recuaram dois quilômetros de forma desorganizada, até o quartel-general da polícia de Sirte, em meio ao fogo dos "kadafistas" no último bastião do antigo regime, 360 km a leste de Trípoli.

"Corram, corram, corram!", gritavam os homens do CNT em meio à debandada.

O contra-ataque utilizou foguetes e artilharia pesada, fazendo as tropas do CNT entregar as posições conquistadas nos bairros "Dollar" e "N°2", tomados na noite de sexta-feira.

No início da semana, os comandantes locais do CNT afirmaram que a queda de Sirte, terra natal de Kadafi, era uma questão de dias.

O CNT espera a tomada de Sirte, cidade símbolo do antigo regime, para proclamar a "libertação total" da Líbia e formar um governo de transição.

Na sexta-feira, forças pró-Kadafi já haviam trocado tiros com tropas do governo interino em Trípoli. Os choques começaram depois que leais ao líder deposto no distrito de Abu Salim tentaram hastear novamente a bandeira verde na cidade, que simboliza o antigo regime.

    Leia tudo sobre: líbiaconflito

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG