Forças do CNT controlam importantes pontos de Sirte

Combatentes conquistaram universidade, centro de conferências e aeroporto de Bani Walid. Todos pontos de forte resistência pró-Kadafi

iG São Paulo |

As forças do novo regime líbio passaram a controlar, neste domingo, o centro de conferências Uagadugu, a Universidade de Sirte e o Aeroporto Bani Walid - todos bastiões pro-Kadafi da cidade de Sirte. "Controlamos 100% do centro Uagadugu. O caminho está livre para que possamos tomar a cidade toda. Estamos muito próximos do centro", afirmou Mohaa med al-Fayad, um dos chefes militares do Conselho Nacional de Transição (CNT).

Leia também: Forças anti-Kadafi avançam por Sirte e ONU pede respeito aos direitos humanos em Sirte

Reuters
"Caminho está livre para que possamos tomar a cidade toda", diz um dos chefes militares em Sirte

Os combates continuam e estão concentrados em uma zona mais ao norte. "Agora é só uma questão de horas. Precisamos coordenar a frente oeste (composta por combatentes que vêm de Misrata) e leste (que vem de Benghazi)", completou. Construído no sul de Sirte para acolher reuniões Pan-Africanas, o centro de conferências era um alvo prioritário para o CNT desde o início das suas operações na cidade, iniciadas no dia 15 de setembro, já que era usado como quartel pelos soldados pró-Kadafi.

Uma vez o edifício tomado, combatentes destruíram retratos do ex-ditador e bandeiras do antigo regime. Algumas horas antes, as forças do CNT assumiram o controle da Universidade de Sirte, ponto estratégico para a entrada da cidade. A universidade era um dos principais pontos de resistência da cidade natal do ex-líder líbio Muamar Kadafi.

Resistência

Segundo a BBC, a conquista do centro de convenções e do cento acadêmico não foi fácil. As forças pró-Kadafi ofereceram uma surpreendente resistência e permanecem leais ao que parece ser uma causa perdida. Centenas de pessoas teriam sido mortas ou feridas na violência dos últimos dias e muitos permanecem presos em suas casas.

Milhares de civis já abandonaram Sirte, mas muitos permaneceram na cidade. Na sexta-feira, as tropas avançaram para dentro da cidade, procurando assumir o controle de Sirte rua por rua. O governo de transição definiu a ofensiva como a batalha final pelo controle de Sirte.

Reuters
Combatentes anti-Kadafi na Universidade de Sirte, um dos pontos mais resistentes de todo o conflito

*com BBC Brasil e AFP

    Leia tudo sobre: líbiakadafimundo árabesirte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG